A putinha do hostel: cuspe, saliva, porra



Essa história que vou contar agora nteceu em uma viagem que fiz sozinho pra Curitiba em um feriado. Como de costume, fiquei hospedado em um hostel pra conhecer mais pessoas.
Logo na minha primeira noite conheci um grupo de universitários que estavam lá pra uma competição. Por coincidência eles faziam o mesmo curso que eu, então tivemos muito o que conversar. Enquanto conversava com eles, vi uma pessoa no grupo que me chamou a atenção: uma loira baixinha de costas pra mim, bem magrinha e com uma bunda que na hora me deu vontade de apertar. Aquele rabo redondinho de saia, com a calcinha bem marcada me deixou louco de tesão. Quando ela virou pude ver aquela carinha que parecia santa. Ela era Ana, a mais gostosa naquele hostel.

Passamos a madrugada inteira conversando com ela e com outro cara (para o meu azar). Como estava frio, ficamos debaixo de um cobertor, ondeaa coisas começaram! um pouco tímido comecei a massagear seus pés, ela não ligou. Passei a mão nas pernas e subi pra bunda, ela não negou nada.

As coisas começaram a esquentar quando o assunto virou putaria! O outro cara foi dormir e só ficamos nós dois no hostel. Eu já tava louco, passava a mão na bunda dela e encarava a boca sem medo nenhum, enquanto isso ela fingia que nada acontecia.
Até aí ainda achava que ela era santa, mas as coisas que ela começou a falar me provaram o contrário. A coleção de fetiches de Ana me mostraram a vadia que ela era. Submissão e todas assuas vertentes, gostava de dominar e ser dominada. Meu pau já estava totalmente duro a essa altura. Joguei ela no sofá e ela botou a língua pra fora, lambeu minha boca e eu retribui encostando minha língua na sua. Não tinha mais jeito, ela já era minha puta e eu queria dar pra ela tudo que uma vagabunda de primeira merece. Percebemos que havia uma câmera no lugar e nos acalmamos mas a putaria continuou na conversa.
Ela me revelou mais fetiches, tomar banhl e beber tudo que sai do corpo do homem: saliva, porra e mijo, além do que sai do corpo dela.
A medida que a conversa esquentava nos ligavamos menos pra camera. nós beijávamos com muito tesão e comecei a cuspir na boca dela, a puta bebia tudo fazendo cara de tesão
-Isso é licor pra mim! cospe mais, porra! Eu vou te servir, fazer o que voce quiser desde que você me pague em saliva,

mas eu queria mais, cuspi na cara dela sem dó, ela parecia não acreditar que eu tinha feito aquilo. A cena da cara dela com meu cuspe na bochecha me deu muito tesão, ela pegava a saliva e espalhava pelo rosto, levava para a boca e saboreava meu cuspe.
Pensei que ela era uma puta e estava dando o que ela queria, e que eu merecia mais. Mandei ela levantar e me mostrar aquele rabo que eu tanto pensava. Ela negou, disse que tinha camera. Eu não tava nem ai pra quem ia ver o corpo dela ou se íamos ser expulsos, eu só queria ver aquela bunda. prometi pra ela que se ela mostrasse ia dar mt saliva e ela levantou, parou na minha frente e levantou o vestido. Vi aquela calcinha vermelha minúscula enfiada na bunsa dela e minha única reação foi dar um tapa que fez um estralo forte. Não tinha mais jeito, nos pegavamos muito, ela passava a mão babada no meu rosto e eu sabia que ela queria me bater também.
levantei sem falar nada e fui no banheiro, vi meu pau todo babado, a cueca melada, limpei meu líquido com a mão e levei pra ela. Ela lambeu como se tivesse chupando o pau mais gostoso do mundo e depois me beijou, que delícia sentir meu gosto pela primeira vez...Ela botou a língua pra fora e eu lambia loucamente, só queria sentir o gosto, cuspir nela mais e misturar tudo
Levantei de novo e fui no banheiro, dessa vez voltei pra ela com um pouco de outro líquido, era meu mijo, quente e recém saído do corpo. Ela não acredirava no que estava vendo e de uma só vez virou toda minha urina.
As pessoas foram acordando e fomos parando com as coisas e nesse dia foi só... na próxima eu conto o que aconteceu depois disso


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico taradopelas

Nome do conto:
A putinha do hostel: cuspe, saliva, porra

Codigo do conto:
126348

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
06/10/2018

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erótico de gay fudendo com desconhecido na rua de madrugadacomentários de mulheres casadas que já treparam com travestisvideos porno puteiro amanhecerEu corno esposa bunduda namarra contoscontos eroticos em dialogo ele e elaViadinho de calcimhacontos ilustrados,tias transando com sobrinhoskasada_japeu bem novinha fui rasgada pelo pauzudo contosporno gay mangasapecacontoseroticospapai e vov¨® abusam de mim conto eroticoxvidios gay fica arobandoconto cu kyconto erotico gay deliciaestória cu irmãzinhawww.phorno d mozcontos eroticos com videos. deichei meu marido fuder a minha amigabonecas dotadapriminha durmindo na fazenda contos eroticosconto erotico gay meu sobrinho me fodeu no hotelContodebucetaContoeroticos mayara meu namorado pauzudo arronbo minha bucetinhaconto minha trilha na matafez sogra gozar duas vezes e mulher frAgoucontos erotico de animais Zoologicosincesto meu pai comeu meu cuzinho quando cheguei do carnaval de chortinhocontos eróticos bolinhas tailandesaspeguei meu marido comendo minha filhaconto eroticos mulheres que coloca chifreso pastor me comeu na marra com pauzao enorme contosContos eroticos hentai hd,medicacunhado nao resistiu contos eroticosxvidoes banda desenhadaQuadrinhoseroticosirmasCalcinha molhada pornôconto supresa analContos pornos em quadrinhos interracialContos Eróticos De Comendo A Mãe Do Amigoconto homem e feste de mulher no carnalcontos eroticos ta doendo padrinhoporno gay vestido demulher com espartilhocontos eroticos de maridos manso de 2017 faz festinhas para amigos .ela resolveu mais o pinto entrou corno adora Conto erotico eu uma empregada velha de 65 anosnovinhas e seus contosQuadrinho erotico futebolTia.peladavatia vacabunta fote com cavalo no cural.Contos eroticos fugi de casa pegue carona e o camioneiro comeu meu cuconto erotico gay 2017 nao aquentei a rolacontos mamae dormindo estrupei seu cuFui corno e gostei muitoquadrinho primeiro tesao anal parte 2Conto erótico dividindo namoradarabuda viajante contos eroticosconto de uma putacontoerotico casa tiaxvidioporno de neganconto erotico assaltantes encasagozada na mão da novinhaconto erótico completobuceta gostosa da josinha contos erotico e fotosConto erotico comi o cuzinho da minha filnha e gozo dentro de min conto erótico minha esposa é uma boa com uma p*** baita p***mae e filho teplano pornoContos comedor de gay na infanciamenina viciada em gozarcontos eroticos banda desenhadacontos eroticos sogra 2015contos eroticos negao jumento e minhas esposacontos eroticos namorado fracocdzinha rabãofui devorada dentro do caminhaofanfic contos eroticos chupa ela agoracontos eróticos tesao a glor da pelecontoseroticosgay sempre fingi q dormia novinho