DEPOIS DE MUITO TEMPO - PARTE DOIS



Nossa como o tempo passa, quase seis meses da minha primeira transa com Jorge e minha vida em família tinha caído na rotina de novo, casa marido filha... Transava com Jorge principalmente quando meu marido não me procurava ou me tratava mal, mas por causa da desconfiança da minha filha, que toda as vezes que eu brigava com meu marido saia e voltava para casa radiante passei a evitar o Maximo sua aproximação, e por falar em minha linda filha... Marina tinha completado 18 anos no mês passado, como estava bonita   magra um pouco mais alta que a mãe cabelos pretos longos, e também de olhos verdes, seios pequenos, uma bundinha arrebitada, modéstia a parte era mais bonita que eu. Tinha um namorado Daniel era seu nome, muito bonito alto moreno corpo atlético bem definido, meu marido estava até com ciúmes do rapaz e eu claro,   já tinha dado umas olhadas para o belo corpo do rapaz. Ia ter um casamento no sábado e tínhamos sido convidados, foi quando a noite meu marido me comunicou que por causa da empresa iria viajar por duas semanas, partiria na quinta feira a tarde, fiquei muito chateada com sua viagem, e voltamos a brigar feio novamente a discusão envolveu tudo dinheiro trabalho falta de sexo e só terminou com a intervenção de Marina que resumiu tudo em uma frase, Deixa mãe ele não liga para nós mesmo, meu pai saiu batendo a porta, eu estava morrendo de raiva, naquele momento pensei em sair correndo e me aconchegar nos braços do Jorge, mas me conformei, pois minha filha disse que iria com o namorado e eu poderia ir junto com eles, a igreja estava cheia e depois da cerimônia, fomos para a festa encontrei algumas amigas e papo vai papo vem, estava ficando entediada quando fui tocada no ombro por uma mão que me convidou para dançar e quando me virei uma surpresa era Jorge, queria me atirar em seus braços beijá-lo, mas como estava com minhas amigas, só sorri e aceitei, saímos para dançar, Jorge perguntou por meu marido, disse que estava viajando e não queria falar dele, pois estava com raiva, Jorge deu um sorriso me apertando contra seu corpo, tentei me afastar, pois minha filha poderia estar olhando, mas Jorge me segurava firme meu corpo grudado ao dele comecei a sentir seu cacete e minha boceta começou a melar de tesão, senti que iria me entregar a Jorge novamente, pedi para parar de dançar, Jorge foi buscar bebida, minha filha e seu namorado vieram até nos, apresentei o Jorge e minha filha disse que já o conhecia da loja de eletrônica,   e com um sorriso malicioso me disse: já que eu tinha arrumado uma boa companhia eles iriam embora, sorri e minha filha me deu um beijo no rosto, falou baixinho aproveita mãe você merece, eles foram embora, Jorge disse que queria ficar só comigo, fomos para o carro Jorge me beijou e levou a mão até minhas coxas me arrepiando estava carente e Jorge percebeu isso tocou minha bocetinha dizendo estar com saudades levei minha mão ao seu cacete estava tão tesuda que senti minha calcinha molhada, Jorge disse que queria me comer na minha casa, eu disse que seria perigoso, mas ele insistiu eu estava com raiva do meu marido melada e com muita vontade, aceitei sem pensar mais nas conseqüências, Quando Jorge parou o carro em frente de casa, olhei em volta não tinha ninguém na rua entramos em silencio, na sala Jorge sem perder tempo me bolinava e eu me entregava a suas mãos carinhosas, tirou meu vestido me deixando nua, sugava meus seios e eu gemia baixinho tirei sua calças e seu cacete surgiu bem duro ajoelhei e abocanhei seu pau gostosamente, engoli até as bolas mamei gostoso, Jorge disse quero te comer na sua cama minha putinha
safada...Peguei em sua mão e fomos pro quarto...Mas quando acendi a luz foi uma surpresa geral minha filha na minha cama gemendo sendo penetrada pelo namorado, fiquei alguns segundos sem ação, pois eu também estava ali nua segurando a mão do meu amante, minha filha estava agora sentada na cama com a mão no rosto chorando, fui em sua direção abracei, minha filha que falou baixinho desculpa mãe, eu disse que não precisava se desculpar, pois não estava fazendo nada de errado, que isso era natural e um dia iria acontecer, Jorge esperto deu sinal para Daniel se aproximar abraçando Marina e dando muito carinho, Jorge me levantou me abraçando, pensei em me afastar, mas eu precisava dele naquele momento, minha boceta melada ardia de tesão, queria seu cacete urgente, estava arrepiada...Jorge me apertou contra seu pau duro me fazendo gemer, e sem perder tempo me deitou na cama abriu minhas pernas caindo de boca em minha boceta sua língua tocava meu clitóris me levando à loucura, me chupava com maestria Daniel fazia o mesmo com Marina, olhei para minha filha estiquei meu braço e lhe fiz um carinho    dizendo baixinho vamos curti depois conversamos, vi um sorriso de aprovação em seu rosto......Marina levantou e pegou o belo cacete do Daniel e começou a chupar   com vontade engolia tudo e soltava e voltava a engolir a danadinha sabia chupar um cacete, mas nesse quesito eu sou mestra e queria mostrar a minha filha quanto eu era boa nisso Jorge urrava com minha língua em seu cacete, Marina não ficava atrás e nós estávamos deixando eles loucos,   eu queria ser penetrada e Jorge entendeu meu sinal colocou seu cacete na entrada da minha buceta molhada e penetrou dei um gemido e num vai e vem rápido me comia gostoso eu estava tão tesuda e carente que minha boceta quente prendia seu pau e gemendo comecei a gozar levando o Jorge a gozar também, Daniel e Marina estavam abraçados e maravilhados com a nossa transa...Mas para não quebrar o clima e também aproveitar a oportunidade pedi e Marina consentiu, peguei o pau do Daniel e coloquei em minha boca chupando com vontade, Jorge com sua língua habilidosa chupava os peitinhos de Marina a fazendo gemer, eu me deliciava com o cacete do Daniel em minha boca, Jorge passou a beijar as coxas de Marina e abrindo suas pernas levou sua língua até sua boceta chupando seu clitóris a fazendo ela gemer e rebolar em um orgasmo maravilhoso, Daniel aumentou seu ritmo e urrando gozou com seu pau latejando em minha boca, aproveitei cada gota de seu esperma engoli o que pude e o que escorria aparei com o dedo e dei a Marina que chupando meu dedo engoliu o resto, abracei e dei um leve beijo nela, mas a safadinha me pegou de jeito e me deu um beijo de língua e foi descendo sua boca e beijando meus seios abriu minhas pernas e beijou e chupou minha boceta com sua língua quente me fazendo gemer, Vi Daniel de pau duro novamente, eu queria cavalgar em seu pau, eu me posicionei e fui colocando minha boceta no cacete dele enterrando até o talo também eu estava toda melada, subia e descia gemia gostoso em seu cacete, do meu lado vi Marina ficar de quatro na cama e Jorge por traz colocou seu pau na entrada da bocetinha dela e foi penetrando devagarzinho. Vi Marina rebolar, gemer e gozar no pau do Jorge, eu sabia que ele metia gostoso, quando senti que eu também ia gozar acelerei minha trepada flexionando meus dedos contra meu clitóris, urrei de tesão estava tendo um orgasmo intenso levando Daniel a gozar junto comigo foi tão intenso que até escorreu, chegou a molhar a cama. Marina que tinha pedido para Jorge gozar em sua boca, chupava seu cacete com vontade e ele urrando gozou gostoso e a danadinha engoliu tudo e sorrindo me disse mãe você é maravilhosa... Marina e Daniel levantaram e saíram e já na porta do quarto apagou a luz e antes de fechar a porta disse foi a melhor noite de minha vida eu te amo muito mãe...Deitada na cama coloquei minha cabeça no peito de Jorge que me deu um beijo, me abraçou colando seu corpo no meu, adormeci em seus braços, pois   nós sabíamos que tinha mais por vir.....


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario

Comentou em 06/04/2013

Com repeteco, fica ainda melhor!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


10960 - Sou Amante de Minha sobrinha - Categoria: Incesto - Votos: 5
11840 - DEPOIS DE MUITO TEMPO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 3
13810 - Do Bom e do Melhor - Categoria: Incesto - Votos: 1

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico porrinha louca

Nome do conto:
DEPOIS DE MUITO TEMPO - PARTE DOIS

Codigo do conto:
13605

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
02/09/2011

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


tiradu ucabasu da veiaputinhas do papaiconto incesto fotos que pal gostosoConto erotico de meninaconto erotico eu de camisolacontos eroticos na praia meu sogro me comeuconto erotico gay: tenho cinquwnta anos e dei meu rabo para um garoto de desessetequadrinho porno filho da remedio de dormi e come a bucetas apertadinha da maefestival de fodelana hentahomem+nu+da+cintura+para+baixoconto erotico meu filho e amigosfoto meninas virgem peladinhalouca de tesão contos eróticoque novinho gostoso trai meu marido contosendo abusado pelos caminhoneiros contos gayconto travesti estupra mulhercontos eróticos mao amigacontos por vingança dei pro meu sogrocontoviuvacarentecontos eroticos michandoa bela adormecida peladadei gostoso. pro meu pai pistoludovidiopomo de2.minutuconto erotico massagem filhaconto erótico escuridão greloconto erotico com vovocontos eroticos de sexo com varios velhocontoerotico sou pastora e pequeihaaaa, que gostoso esse cúconto.erotico.minha.mulher.com.outro.homem2017dominado a forca conto gaystrapon casal amador quadrinhos eróticosnovinha retribuído a encaixada no buzuconto ballbusting sado relato cuecaConto corno esposa professorameu sogro contodei o cu p meu filho contocontos eróticos gay chupei a pica fedidacontos filha dorme com a mãe siriricacontos eroticos de coroas greludas com fotosConto erotico eu e mamãe na fazenda de vovôxvideo cuzinho fuderozorelatos e contos de loira que trai publicacao revista privatequadrinhos eroticos gay dos gêmeosBeto Papakufotos de coroas gauchas tiradas por filhos no dwollanddois negoes transando com uma putaContos da cona da luisinhaContos eroticos cabecaoconto erotico de blusinha branca pra titio vefConto erotico comendo a sobrinha novinha de minha esposaConto mauricinho pirocudoGostosas sendo arronbandas por negão em quadrinhoConto dei pro jardineiroNão sei como aguetei aquela geba gigante na bunda conto dei pra um pivete conto eroticoadorei ser encoxada pelo meu filhoconto erotico no ano novo no condominiohentai o sogro 4em quadradinhogay brincou com um cacetão na hora não aguentou e gritou pra tirar implorouesposa tomou um susto quando tirou a venda comtosencoxando ombroencoxadas gostosas contos eroticosconto quadrinho engravidando a mamãcontos eróticos bdsmNa fazenda meu irmao ele entrou no quarto ele fudeu minha buceta a força eu adorei conto eroticoRelatos de esposa puta bunduda que gosta de trepar com outros e chamar o marido de corno mansocontos velho q goza lambendo bucetawww.fodimeuamigo com brconto erotico sadico forte e cruelporno bebeu demas e foi estrupada com pepinoconto caminhoneiro sexoconto porno com velhoContos eroticos.quando vi o penis grande grosso do meu filho fiquei .conto erotico gay travesti velha escravizada por coroa pirocudobucetasContos eroticos com fotos de podolatria de mulheres com os pes por de baixo da mesao