Lembranças do passado - Esperma do papai



Tenho algumas vezes, algumas lembranças que me vêem em mente tão forte que parece que tais coisas acabaram de acontecer. Essa semana mesmo eu me lembrei do dia em que cheguei da escola mais cedo, subi as escadas completamente distraída e ao chegar perto de meu quarto percebi a porta do quarto de meus pais fechada. Achei estranho, pois sempre ficava aberta durante o dia. Resolvi me aproximar e ouvi os sons que eu era acostumada a ouvir enquanto meus pais transavam. Olhei pelo buraco da fechadura e vi minha mãe completamente nua, cavalgando um pau que não parecia ser o do meu pai. Eu não conseguia ver o rosto do homem, mas não era meu pai. Ela gemia muito, o homem tinha um belo pau, talvez um pouco menor que o de meu pai, mas estava muito duro e minha mãe estava se acabando nele. Ela tinha orgasmos vibrantes e lembro muito bem do momento em que o homem apertou forte seus seios e atolou seu pau o mais fundo possível na buceta de minha mãe. Ele estava gozando, dentro dela. Ela parecia ter ficado louca com aquilo, com mais tesão ainda, porque começou a foder ainda mais forte sobre aquele pau e neste ponto da situação ela já gritava coisas do tipo, "goza mais, goza muito", "quero mais porra", "me enche de porra". Só sei que o homem a colocou de quatro, tudo muito rápido, e pela minha posição eu ainda não conseguia ver o rosto dele. Ele a colocou de quatro e tentou meter seu pau no cuzinho dela, ela não aceitou. Ele começou a meter forte novamente na buceta dela e em pouco tempo gozou novamente. Eu estava excitada, já passava os dedos na minha bucetinha, por cima da calcinha, e com isso deixei minha bolsa cair, fazendo barulho. Minha mãe ficou assustada, não tanto quanto eu, que corri para meu quarto. Logo ela apareceu, vestindo um roupão, e perguntou se fazia tempo que eu estava em casa. Falei para ela que tinha acabado de chegar e que tinha tropeçado na escada, daí deixei a bolsa cair, por isso estava tão vermelha e ofegante. Ela estava com cara de quem tinha trepado muito, cabelo todo desarrumado, suada, vermelha e com cara de desconfiada. Ela me disse para pegar dinheiro na cozinha e ir buscar pão.
Foi o que eu fiz. Saí em disparada, não sei por que, e quando voltei ela já estava toda arrumada e não havia mais ninguém em casa. Disfarcei um pouco e falei que tomaria banho antes de fazer meu lanche. Antes de ir para meu banho passei no banheiro de meus pais. Olhei no cesto de roupas para lavar e lá estava uma calcinha de minha mãe, ela deveria ter usado a calcinha para se limpar depois que percebeu que eu estava em casa, na pressa, e a jogou lá enrolada em uma camiseta para lavar. Eu abri a calcinha e fiquei maravilhada, corri com ela para o meu banho. Me tranquei no banheiro e cheirei e lambi aquela calcinha absolutamente cheia de porra. Tinha muito esperma ali, o gosto não era ruim e a sensação de estar fazendo aquilo era deliciosa. Fui mais ousada, vesti a calcinha, e tive outra sensação maravilhosa ao sentir aquele monte de esperma em contato com meu grelo, que já tinha um bom tamanho, mesmo sendo muito novinha. Me masturbei deliciosamente esfregando aquela calcinha gozada na minha buceta. Quando eu a tirei ela estava ainda mais melada, estava branca, pois de tanto esfregar aqueles sucos viraram uma espécie de pasta ou espuma, não sei direito, mas lembro bem de tirar da calcinha e enfiar com meus dedos na buceta. Gozei muito, tanto que cheguei a ficar cansada. Naquela noite eu não consegui me esconder no quarto de meus pais para assistir sua transa, como eu adorava fazer, mas consegui assistir um pouquinho pela fechadura, e tiver certeza de que o pau que entrou em minha mãe mais cedo não era do meu pai, o de meu pai era bem maior. Depois da transa meus pais discutiram um pouco, parece que por motivo da compra de um carro, algo assim, só sei que meu pai dormiu no sofá da sala. Minha mãe logo dormiu, entrei em seu quarto e percebi que ela estava em um sono pesado, claro, estava cansada, dando para dois machos em tão pouco tempo, só poderia cansar mesmo. Fui para a sala e meu pai ainda estava acordado, assistindo tv. Deitei de conchinha com ele, recebi seu carinho e percebi que ele logo dormia também. Procurei me mexer um pouco para ter certeza de que realmente ele dormia, como não aconteceu nada, levei a mão para trás de meu corpo e procurei pelo seu pau. Encontrei ele mole, dentro de sua cueca e o fiquei acariciando. Eu estava maravilhada com aquilo, pela primeira vez eu estava segurando, mesmo que por cima da roupa, o pau de meu pai. E que pau! Fiquei tentada a tirar ele para fora da cueca, mas antes disso apenas coloquei a mão por dentro da roupa dele e tive um orgasmo ao sentir aquele mau na minha mão. Fiquei com certeza vermelha, eu tinha a impressão de que ele sabia o que eu estava fazendo. Levantei e, para tirar a prova, baixei minha calcinha e coloquei minha buceta melada bem nos lábios dele. Ele não teve nenhuma reação. Beijei delicadamente seus lábios para limpar meu mel que havia ficado ali. Fui conferir novamente o sono de minha mãe e ela ainda estava dormindo exatamente na mesma posição. Tirei o lençol de cima do corpo dela e fiquei observando por um tempo. Ela era mesmo uma mulher desejável, tinha seios médios e uma buceta bem depilada, lisinha, com o grelo grande e grandes lábios volumosos. Poderia comparar o grelo dela ao meu hoje em dia. Me aproximei, muito excitada, beijei e chupei seus seios. Automaticamente meus dedos começaram a brincar com minha buceta. Não me contentei em apenas observar e acabei cheirando sua buceta. Que tesão enorme me deu ao fazer isso...acabei lambendo devagar seu grelo e quando percebi eu já estava chupando vigorosamente aquela buceta que, a todo momento liberava uma boa quantidade de esperma de dentro, e eu, claro, engolia tudo. Eu consegui algumas vezes enfiar minha língua na buceta dela. Fiz isso por alguns minutos que pareceram uma eternidade. Logo eu a cobri novamente com o lençol e voltei para a sala, onde meu pai dormia ainda da mesma forma. Eu estava muito excitada, sentei no chão de frente para o sofá, coloquei o pau dele para fora e o acariciei. Resolvi ir além e o coloquei na boca. Tive uma sensação de extremo prazer, talvez pelo medo de ser flagrada. Comecei a chupar cada vez mais gostoso e senti que aquele pau que já era grande, ficou cada vez maior e mais duro. Conferia a cada momento se meu pai ainda dormia. Que vontade eu tinha de enfiar aquele pau na minha buceta, mesmo tendo certeza de que não entraria sem me machucar. Tive certeza de que meu pai estava sonhando excitado com minha mãe, pois chamou pelo nome dela por duas vezes, dizendo que estava com saudades da chupada. Continuei e senti seu pau dilatar. Apertei seu pau e coloquei a cabeça toda na boca, era tudo bom demais, até que meu pai começou a gozar, e o problema é que seu pau estava dentro da minha boca. Ele soltou uma grande quantidade de esperma na minha boca, eu fui acumulando aquilo tudo para poder cuspir no banheiro. Era um esperma grosso, não era ácido. Logo que ele terminou de gozar eu ouvi ele ressonar,um leve ronco, e virou um pouco seu corpo. Com me assustei e acabei engolindo quase toda a porra que estava na minha boca. Quase vomitei, mas depois até que achei o gosto bem interessante e não via a hora de poder tirar mais e mais leite daquele pau.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario miguelita-

miguelita- Comentou em 11/11/2019

Delicia de conto ! Já li várias vezes ! Que delicia !

foto perfil usuario gabi7485

gabi7485 Comentou em 10/11/2019

interessante adorei

foto perfil usuario 448044la

448044la Comentou em 09/11/2019

Amandilha você é fabulosa beijos

foto perfil usuario casalvigrazybi

casalvigrazybi Comentou em 09/11/2019

Que delícia de conto, maravilhoso amei gata




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


142089 - O pau mais lindo do mundo - Categoria: Incesto - Votos: 82
142131 - O resultado da festa - Categoria: Incesto - Votos: 54
142299 - Curtindo meu pai - Categoria: Incesto - Votos: 37
142572 - O banho do papai - Categoria: Incesto - Votos: 39
142957 - Tentando preencher o vazio - Categoria: Heterosexual - Votos: 16
143093 - Fim de ano diferente - Categoria: Incesto - Votos: 14
143541 - Mulher maravilhosa - Categoria: Lésbicas - Votos: 17
143636 - Minha primeira festa - com Kátia - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 16
143925 - Finalmente fui possuída por meu pai - Categoria: Incesto - Votos: 37
144114 - Decisões - Categoria: Incesto - Votos: 13
144178 - Casa nova - Categoria: Incesto - Votos: 18
144637 - Novo Dia - Categoria: Incesto - Votos: 9
144685 - O Jantar - Categoria: Incesto - Votos: 7
144929 - A Festa - Categoria: Incesto - Votos: 12
145306 - Minha Cunhada - Categoria: Incesto - Votos: 15
145317 - Dia após dia - Categoria: Incesto - Votos: 17
145360 - O Dia do Pagamento - Categoria: Incesto - Votos: 6
145362 - O Pagamento - Categoria: Incesto - Votos: 14
145569 - Recebendo Visita - Categoria: Incesto - Votos: 12
145905 - Conhecendo uma trans - Categoria: Travesti - Votos: 18
145965 - Novamente Michele - Categoria: Travesti - Votos: 12
146019 - Fazendo caridade - Categoria: Travesti - Votos: 15
146211 - Virei cliente - Categoria: Travesti - Votos: 19
146295 - Pau velho - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
146364 - Mais uma festa - parte 1 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 8
146756 - Mais uma festa - continuação - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 10
146827 - Fim de semana com a cunhadinha - Categoria: Incesto - Votos: 9
146878 - Presente para a cunhada - Categoria: Incesto - Votos: 15
146898 - Tentando entender a origem de minha putaria - Categoria: Incesto - Votos: 7
146903 - Domingo especial - Categoria: Lésbicas - Votos: 9
147008 - Irmão e Cunhada - Categoria: Incesto - Votos: 7
147012 - Realizando a fantasia com meu irmão - Categoria: Incesto - Votos: 16
147052 - Posse voltar para casa, mas não já! - Categoria: Incesto - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil amandhinha
amandhinha

Nome do conto:
Lembranças do passado - Esperma do papai

Codigo do conto:
146931

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
09/11/2019

Quant.de Votos:
15

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


gay hq eroticopriminha gostosa porno em quadrinhosmeu marido usa calcinha conto eróticocontos eroticos de flagasperdi as preguinhas do cu quando era pequenaContoeroticoprofessoras putascontoeroticoputatravesti nua gostosaContos eroticos de crossdresserconto erotico mae bate uma punheta pra mimultimos contos sadomazoquistadesenho de mulher pelada da liga da justiçaconto erotico com objetosMinha namorada deu pro cara do uber conto eróticocontos eroticos de patricinhas trasando na praiacontos eroticos rotina de um casalconto erotico ela arregouNEIPR PORNOcomi minha amiga de infância contos eróticoscontos gay advogadoconto erotico ninfeta chantagemcontos eroticos marido taradoanalveiadobucetaoContos eroticos de incesto familia incetuosa em um gang bang no sitiomulher do papaizinho conto gaycontos com fotos comendo cu travesti bebadamascate arrombou minha buceta contos eróticosloiras de pernas bandas de levar varada do pirocudo pornocontos eroticos dona veracontos velas ascesas no cucorno bobinho contos confessoconto erotico provando sememCanto erótico travestis belémquero ver cabacinnha gemer de tesaosendoFOTOS CANTOS DE SEXO DE ENCANADOR PIROCUDO COM MADAMES X vidio fraguei minha irmã sendo estrupada pelo meu padrasto CONTOS FOTOS EROTICAS SOGRAS E GENROS PIROCUDOconto erotico destruindo um cu virgem da meninamundo hertai contos erostico travesti categorias conto erotico rasgaram a bucetaConto erotico. partilhei e Fodi o rabo da minha irmã de pai com um negroconto erotico de sexo com negro roludoconto tio come a buceta da moça quando ele leva ela pra faculdadecontos eroticos patrao tarados por domesticasconto erotico de casadas no onibusporn amador pau 22 cmcontos de incesto meu pai serra em mimcontos eroticos mãe faz filho viadoCris_sto_modelcontos eroticos o pedreiro me fudeumeu irmao encheu minha bunda de porraA esposa "pagou" o serviço de outra maneiracontos cuzinho tâniacontos dei pro meu patrao do estagio gaycontos minha esposa fudendo com pedreiro negaocontos eroticos fudendo o rabinho da minha avocotoerodico de cornocontos.gozei como louca na pica do meu filhover contos eróticos de como conquistar um padre lindo para sexoconto eroticos esposa com varias picascontos eroticos meu compadre comeu meu cuzinho com a ajuda da minha comadre safadinhaConto erótico pagando aposta do filhoassistir vídeos garotas da vagina dentada transando com negão do pau bem gigantãoCONTOS EROTICOS MINHA MAE E A PUTA DO BAIRROcontos eróticos de i****** mamãe ajuda filhinha abrir a b***** levando rola do tiocontos eroticos encoixada pelo caderantecontos erótico de casais monogâmicoscontos eroticos de mnininhos novinhos perdendo o cabaco para negroscontos eróticos no baile comeu cracudoBUCETINHA QUENTINHA, protegendo com sua BUNDA MARAVILHOSAminha sogra tomando banhocontos eroticos casada me transformaram em putaconto de sexo sou menino adoro ver minha vizinha gostosaconto erotico cunhada masturbandoconto.erotico.minha.mulher.com.outro.homem2017Crentes maduras da ccb em contos eroticosquadrinho pornô gayo sogro tarado 4conto de sexo aventura. de cornoCONTO EROTICO HOME FUDENDO CADELAxvidoes banda desenhadatravestisdotadosdecalcinhasconto lesbica prima estrupa priminhano churrasco do patrao meu marido bebado eu confessocontos insesto foi fragado transando meteu tanbendetonaram meu cuzinho largo contosconto erotico tia com bunfaoconto erotico advogada curradapunheteiro conto erpticosconto erotico minha namorada gosta de dar pra doisporno quadrinhos