CONTINUANDO A TRAIÇÃO



          ESTE RELATO É CONTINUAÇÃO DO OUTRO, então vou pular as apresentações e ir direto ao assunto. Se você não leu o anterior, talvez não entenda muito bem o que está acontecendo.

NÃO SOU O ÚNICO CORNO NO MUNDO
          Depois de contar como Michelle se fez passar por amante do Artur (que na verdade é amante da Kátia) só pra ajudar a amiga a convencer o marido corno a fazer uma troca de casais... Pois bem, o marido corno é o Zezinho, que comeu minha mulher. O Artur comeu a Katia na frente do corno, que nunca desconfiou que eles já eram amantes. Tudo isso já foi dito. Agora as 2 putinhas, Katia e Michelle, combinaram de me apresentar pro Zezinho, pra ver se ele aprende comigo como ser um corno manso. É claro que eu não sabia que essa era a intenção. Também não queria sair com eles, não queria ficar conversando com um babaca que comeu minha mulher, ainda mais sabendo que ele sempre se refere a mim como o “corno da baixinha”. Mas Michelle insistiu tanto que eu aceitei. Provavelmente minha putinha não ia querer dar pro Zezinho de novo (porque ele é um baixinho, babaca e pouco dotado), mas se fosse, pelo menos eu ia poder comer a Katia (que é uma mulata magra, alta e bonita). Eu já estava 3 semanas sem foder, então deixei o tesão influenciar a decisão. Aceitei o convite e fomos.
          Nos encontramos num bar-danceteria perto da casa deles, um lugar mal freqüentado e escuro que só toca funk proibidão. Escolhi a mesinha mais afastada da bagunça e ali fiquei. Como eu imaginava, o Zezinho é um babaca completo. O tempo todo ele parecia querer rir da minha cara, sempre falando coisas com duplo sentido, paquerando minha mulher o tempo todo, insinuando que eu era corno. E eu fingindo que não sabia de nada. Depois de 1 hora, Artur apareceu de repente na nossa mesa. Ele é um dos seguranças do baile funk e é claro que Katia já sabia disso. Ele conversou naturalmente e não permaneceu muito tempo. Zezinho já estava meio bêbado e ficou rindo da minha cara com vontade de dizer alguma coisa. Depois disso, Michelle e Katia saíram da mesa pra dançar no salão. Tinha muita gente e pouca luz, por isso não era fácil vê-las no meio da multidão. Às vezes eu conseguia ver Katia, que era mais alta e usava um vestido luminoso. Percebi que um grupo de 4 ou 5 moleques novinhos fizeram uma rodinha em volta das duas. Elas rebolavam, riam e se insinuavam pra eles. Olhei pro Zezinho e ele não percebeu nada.
          O babaca começou a perguntar se eu não conhecia mesmo o Artur, se nunca tinha visto, se nunca ouvi falar dele... Ficou rindo e insinuando que eu devia conhecê-lo. Eu disse que não. Foi aí que o babaca me perguntou se eu desconfiava que era corno. Eu disse que não e ele riu mais ainda. Ele ficou perguntando: “TEM CERTEZA? TEM CERTEZA?” Eu continuei negando. Aí o babaca perguntou: “E SEU EU TE DISSESSE QUE JÁ COMI SUA MULHER? E NÃO FUI O ÚNICO!” Respondi que ele já estava bêbado e estava falando bobagens. Mas ele insistiu tanto e tanto e tanto que eu acabei dizendo que já sabia. Pensei que ele fosse parar de encher o saco, mas aí ele começou a perguntar se eu não ficava com raiva, se não sentia ciúmes, se eu ia gostar de ver ele comendo Michelle na minha frente. Eu não queria responder. Nessa hora eu olhei em direção as nossas mulheres e falei: “VOCÊ DEVIA CUIDAR DA SUA MULHER. ELA ESTÁ SE AGARRANDO COM UM CARA LOGO ALI”. E estava mesmo, abraçada e beijando com muito tesão um moleque que devia ter 18 anos.
          Zezinho levantou correndo e foi lá. Por pouco ele não apanhou do moleque e dois 2 amigos deles, todos mais altos que ele (Zezinho é bem baixinho). Sorte é que Katia conseguiu apaziguar as coisas e trouxe o marido de volta pra mesa. Eles ficaram discutindo. Katia disse que o marido estava vendo coisas porque já bebeu demais. Ela jurou que só estava dançando. Zezinho queria ir embora, mas tínhamos que esperar Michelle, que estava desaparecida. Depois de 15 minutos, ela apareceu. Disse que estava dançando no meio do salão. No meu ouvido ela cochichou: “MENTIRA! EU TAVA LÁ NO BANHEIRO MASCULINO DANDO PRA UM BONITÃO QUE EU CONHECI AGORA”. A vadia pegou minha mão e levou até a bucetinha dela. A safada estava sem calcinha e com a buceta toda molhada. Katia perguntou se ela tinha visto o vexame que o Zezinho fez por causa de ciúmes. Michelle disse que não viu, mas confirmou a versão da amiga dizendo que Zezinho estava imaginando coisas. Antes que Zezinho pudesse dizer qualquer coisa, Michelle puxou o braço do corninho e arrastou pra dançar no salão. Era tudo o que ele queria! Estava cheio de tesão na minha mulher. Eu fiquei ali olhando pra cara da Katia, que não esperou nem 1 minuto e saiu, me deixando sozinho.
          Poucos minutos depois, Michelle voltou trazendo o Zezinho. Ele perguntou pela mulher e quis voltar para procurá-la, mas Michelle não deixou: “NADA DISSO! FICA SENTADINHO AÍ QUE EU VOU LÁ PROCURAR”. Passei meia hora ouvindo o babaca dizer pra mim que não tem vocação pra ser corno. Disse que minha mulher é a mulher mais gostosa que ele já viu, mas ele não agüentaria levar a vida que eu levo. O babaca ainda me contou que Michelle era muito safada, que estava sem calcinha e que ele ficou enfiando o dedo na buceta dela no meio do salão, enquanto ela dançava funk. O pior é que ele ainda quis me mostrar os dedos lambuzados. Eu só queria ir embora.
          Depois de meia hora, Michelle apareceu. Inventou uma mentira de que Katia estava no banheiro e voltaria logo. No meu ouvido, ela falou: “NÃO FAÇO IDEIA ONDE ESSA VACA SE METEU”. Aí o bêbado do Zezinho falou: “MICHELLE, MOSTRA PRO SEU MARIDO QUE VOCÊ TÁ SEM CALCINHA. ELE NÃO TÁ ACREDITANDO”. Michelle brincou: “Ô SEU MANÉ, NÃO ERA PRA CONTAR PRA ELE NÃO! VOCÊ NUNCA OUVIU DIZER QUE O CORNO É SEMPRE O ÚLTIMO A SABER?” Ele tentou se justificar, mas Michelle logo interrompeu: “E AÍ? VAI QUERER FAZER UMA TROQUINHA HOJE? MAS TEM QUE DEIXAR MEU MARIDO COMER SUA MULHER. VAI DEIXAR?” Ele começou com todo aquele papo de que não tem vocação pra ser corno. Michelle ainda tentou: “VOCÊ NÃO QUER ME COMER? ENTÃO, DEIXA ELE COMER A KATIA. O PAU DELE É PEQUENO, É MENOR QUE O SEU, NÃO É GIGANTE IGUAL O PAU DO ARTUR”. Quando ela falou do pauzão do Artur, o Zezinho ficou enciumado e Michelle tratou de encerrar a conversa. Saiu da mesa dizendo que ia ver porque a Katia estava demorando.
          Passou muito tempo, já devia ser 3 ou 4h da madrugada. As pessoas já começavam a ir embora, e nada de Michelle e Katia aparecerem. Zezinho estava muito mais bêbado do que eu. Ele levantou cambaleando e foi procurar a mulher. De repente ouvi gritaria. Era Zezinho apanhando de um moleque. Nem sei se era o mesmo moleque ou se era outro. Sorte dele que o Artur apareceu logo. O gigante deu porrada em 3 jovens que estavam no meio da confusão e protegeu o corno baixinho. Levantei meio tonto e fui ver a confusão de perto. Artur nos tirou daquela confusão e nos levou para uma sala no segundo andar. Ele disse que devíamos esperar ali, que o estabelecimento já ia fechar em poucos minutos e não era seguro a gente sair agora. Os covardes poderiam estar nos esperando lá fora.
          Ficamos sentados no sofá e dormimos (eu e o Zezinho). Não dormi nem 20 minutos e acordei com uma situação fora de controle. Katia estava ajoelhada com o pauzão enorme do Artur na boca. Enquanto isso, outros 2 seguranças (um negão e um moreno) ajudavam a Michelle a tirar a roupa, alisando, beijando, chupando o bico dos peitos. A baixinha ria e sensualizava entre os 2 machos. Ela tratou logo de tirar a rola do negão de dentro da calça (devia ter 18 cm) e começou a chupar. O segurança moreno tirou a roupa toda e se aproximou dela novamente. Michelle viu um pau moreno de (talvez) 20cm. Agora ela soltou um sorriso de felicidade e caiu de boca no moreno. O negão terminou de tirar a roupa e foi logo se ajeitando em baixo dela. A baixinha sentou na rola do negão e continuou chupando o moreno. A rola do negão entrou sem camisinha. Eu quis interromper, mas não tive coragem. Os gemidos começaram. Olhei pra Katia e ela estava de 4 no chão, começando a gritar com o Artur socando nela. Michelle se ajeitou em cima do negão e ofereceu o rabo pro moreno. Os 2 seguranças fizeram um sanduíche com minha baixinha, bem na minha frente. Tudo sem camisinha. Eu fiquei preocupado com aquilo, mas me acovardei.
          O segurança moreno enfiava com força no cu da baixinha e puxava os cabelos dela com agressividade. Ele estava bem de frente para mim. Olhou e riu: “TA VENDO, CORNO, O QUE EU FAÇO COM A SUA PUTINHA? OLHA COMO ELA GEME NA ROLA DE UM MACHO”. Eu não disse nada. Artur me deu uma olhada e me sacaneou: “ACHO QUE O CORNO TÁ TÍMIDO. TEM 2 MACHOS ARROMBANDO A MULHER DELE E ELE NÃO SABE O QUE FAZER”. Eu não sabia mesmo. Estava envergonhado. Queria sair da sala, mas não sabia se podia. Não queria causar nenhum aborrecimento e tomar porrada de 3 fortões. Permaneci quieto, sentado no sofá. O negão que estava embaixo da minha mulher perguntou: “E O OUTRO CORNO? TÁ DORMINDO?” Artur respondeu que sim. Katia, que estava de 4, se levantou e falou: “ESSE CORNO VAI ACORDAR AGORA PORQUE EU QUERO FODER NO SOFÁ. MEUS JOELHOS JÁ ESTÃO RALADOS DE FICAR NESSE CHÃO”. Katia se ajeitou de 4 no sofá, entre mim e o Zezinho, com a bunda bem empinada. Artur veio se aproximando com aquela piroca de 25cm, grossa e curvada pra baixo. Acho que nunca vi uma piroca tão grande assim tão perto da minha cara. Só consegui pensar que aquela rola já entrou na minha mulher, e que a Katia nem imagina que isso aconteceu. O negão ajeitou, segurou a cintura da Katia e foi enfiando. Parece que teve que fazer força pra conseguir espaço dentro da buceta dela. Não foi uma penetração fácil. Vi quando ela urrou e se contorceu. Acho que bateu no fundo da buceta e não tinha como enfiar nem mais 1 cm. Ele continuou socando fundo e a coitada continuou gritando alto: “CAVALO FILHO DA PUTA! VAI, SEU PUTO, ARROMBA MINHA BUCETA!”
          De repente, Zezinho acordou meio atordoado, gritando: “QUE PORRA É ESSA?” Acho que ele repetiu a pergunta umas 5 vezes, enquanto arregalava os olhos e cambaleava. O baixinho olhou pra esposa e continuou perguntando “QUE PORRA É ESSA?”, mas ela não deu nenhuma atenção pra ele. Só continuava gemendo, xingando e pedindo pro negão acabar com a buceta dela. Zezinho parecia desesperado e fez a idiotice de tentar puxar o Artur pelo braço, gritando: “LARGA MINHA MULHER, LARGA MINHA MULHER!” Foi nesse momento que fiquei com medo. Achei que ia acabar em tragédia. Artur sacudiu o braço e arremessou Zezinho longe. Os 2 homens que estavam comendo Michelle pararam pra assistir e começaram a rir. O baixinho voltou com mais raiva e socou as costas do Artur. Aí sim o negão parou de foder a mulher dele. Segurou o pescoço do Zezinho com uma das mãos e deu 3 tapas na cara dele. O baixinho se encolheu todo num canto da sala. Artur perguntou pro moreno se ele tinha uma algema. O moreno se afastou de Michelle, foi até a gaveta de uma mesa, pegou a algema e ele mesmo algemou o Zezinho. Pela prática como ele fez, imagino que era policial.
         O baixinho ficou encolhido no chão, gritando: “ME SOLTA! EU QUERO IR EMBORA! KATIA, VAMOS EMBORA!” Artur apontou o dedo na cara dele e mandou que ele calasse a boca: “OUTRO DIA VOCÊ DEIXOU EU COMER A SUA MULHER DENTRO DA SUA CASA. AGORA VAI FICAR BANCANDO O BABACA?”
         Katia saiu do sofá e foi falar com o maridinho. Ela passou a mão na cabeça do Zezinho e ficou falando cheia de carinho, igual se faz com uma criança que está chorando. E pra minha surpresa e de todos, o baixinho começou a chorar mesmo! Ele ficou chorando e pedindo: “NÃO FAZ ISSO. VAMOS EMBORA”. E Katia respondia: “FICA CALMO, MEU AMOR. NÃO FICA ASSIM NÃO. É SÓ UM POUQUINHO. DAQUI A POUCO A GENTE VAI EMBORA”. Ele continuou insistindo e ela continuou tentando convencê-lo: “DEIXA, AMORZINHO? VOCÊ JÁ DEIXOU UMA VEZ... ELE NÃO VAI ESTRAGAR A MINHA BUCETINHA NÃO. DEPOIS ELA VOLTA AO NORMAL”. Parecia que ela falava com uma criancinha que não parava de chorar.
         O corninho estava no chão, e ela estava inclinada pra falar com ele. Artur aproveitou o momento, veio por traz dela e cravou a piroca de uma vez. Katia interrompeu o que estava falando e soltou um gemido profundo e se apoiou na parede sobre o corninho. Acho que em toda minha vida de corno, nunca vi uma situação tão estranha igual a essa. Zezinho chorava e implorava pra mulher não fazer isso. Katia gemia e dizia: “AI, AMOR. NÃO CONSIGO PARAR. ME DESCULPA. O PAU DELE É BOM DEMAIS. ME DESCULPA, ME DESCULPA. AI, NÃO VOU AGUENTAR! VOU GOZAR. NÃO PARA! VOU GOZAR!”
          Acho que nunca vou conseguir tirar essa lembrança da minha cabeça. E olha que eu já passei por muita coisa. Estávamos todos parados assistindo aquilo. Até mesmo Michelle e seus 2 machos não estavam fodendo naquele momento. Katia gemeu, urrou e gozou enquanto Zezinho ficou encolhido no chão, chorando igual uma criança. As pernas dela bambearam e ela cambaleou até o sofá dizendo que estava sem forças. Só então o moreno falou: “TÁ VENDO, SEU CORNO, COMO ELE DEIXOU SUA MULHER? É ISSO QUE ELA QUERIA”. O outro segurança negão, que antes estava embaixo da Michelle, agora estava de pé assistindo a tudo e comentou: “NÃO ADIANTA CHORAR NÃO, NEGUINHO. PELO VISTO, VOCÊ É MUITO PEQUENO PRA DAR CONTA DESSE MULHERÃO. O JEITO VAI SER DIVIDIR COM UM NEGÃO BEM GRANDE. KKKK”. Artur se aproximou do Zezinho e bateu com a piroca dura no tampo da cabeça dele e ordenou: “PARA DE CHORAR, SEU CORNO”. Todo mundo caiu na gargalhada, exceto eu e Katia, que falou: “ARTUR, NÃO MALTRATA MEU MARIDINHO NÃO. COITADINHO DELE! DEIXA ELE QUIETO E VEM ENCHER MINHA BUCETA DE PAU”.
          Katia estava ao meu lado no sofá. Ela abriu bem as pernas de modo que a perna direita dela ficou em cima da minha perna esquerda. Eu não reagi, nem me mexi. Vi o gigante do Artur se aproximando de novo com aquela piroca de jumento. O moreno perguntou: “E ESSE GORNUCHO AÍ?” Michelle imediatamente respondeu: “ESSE CORNO AÍ É MEU. NINGUEM MEXE COM ELE. PODE DEIXAR QUE É BEM MANSINHO”. O moreno olhou pra mim e falou: “SAI DO SOFÁ, GORDUCHO, QUE NÓS VAMOS ENCHER SUA BAIXINHA DE LEITE”. Eu obedeci na hora, fui para um canto da sala e fiquei sentado no chão. O moreno sentou no sofá, Michelle montou em cima dele, e o outro negão foi se ajeitando no cuzinho dela. Foi uma barulheira só! Katia e Michelle pareciam competir para ver quem gemia mais. Eu olhei pro Zezinho e fiquei com pena, porque ele soluçava de tanto chorar.
          Katia gozou mais 2 vezes, sempre com o Artur. Michelle gozou várias vezes naquele sanduíche. Os machos se revezaram entre buceta e cu. Sentados, deitados, em pé, de tudo quanto foi jeito. Michelle perguntou se Katia queria dividir o Artur com ela, mas a amiga respondeu: “NADA DISSO! ESSE NEGÃO AQUI É SÓ MEU!” O moreno gozou 2 vezes dentro da minha baixinha. O negão também, mas ainda teve disposição e continuou fodendo a baixinha por mais um tempo, até que ele gozou pela 3 vez.
          Enfim, todos terminaram depois de um espetáculo de sexo que durou 2h ou mais. Devia ser mais de 5h da manhã. Eles soltaram a algema do Zezinho e todos fomos embora. Antes, Michelle cochichou no meu ouvido: “POSSO LEVAR O ARTUR PRA DORMIR NA NOSSA CASA?” Eu fiquei surpreso porque ela nunca pede permissão pra nada. Acho que fiquei tão surpreso que disse sim. Sem que Katia soubesse, Artur foi seguindo nosso carro até chegarmos no nosso condomínio. O porteiro arregalou os olhos quando nos viu chegando acompanhados de um negão gigante que parece um armário. Pela fama que Michelle já tem, era óbvio que esse negão ia comê-la. Talvez a surpresa fosse o fato de que eu estava permitindo.
         Ao contrário do que eu estava imaginando, eles não fizeram sexo naquele momento. Michelle disse que não queria ter as sobras da Katia mais uma vez. Artur ia ter que descansar antes de fazerem sexo. Eu fui dormir num quarto e eles no outro.
         Acordei meio-dia de domingo. Eles continuavam dormindo. Lá pela 1h da tarde, saí pra almoçar no shopping. Eu detesto ir no shopping porque Michelle trabalhava lá e todo mundo fica me olhando e rindo pelas minhas costas. Mas fui assim mesmo. Almocei e matei um pouco de tempo. Cheguei em casa lá pelas 3h da tarde. Saí do elevador e já ouvi os gemidos escandalosos da Michelle ecoando pelo corredor. A filha da vizinha (uma garota bem safadinha) estava parada em frente a porta dela. Quando me viu, sorriu e falou: “PARECE QUE A COISA TÁ BOA AÍ NA SUA CASA. KKK”. Eu não disse nada. Entrei e fiquei parado na sala. Nesse momento, Michelle parou de gritar. Saiu do quarto pelada e foi correndo ao banheiro. Olhou pra mim e disse sorrindo: “VOU PREPARAR O MEU CU PRA ESSA PIROCA ENTRAR TODA”. Ficou no banheiro preparando o cuzinho. Depois saiu e foi correndo pro quarto de novo. E a gritaria começou. Teve uma hora que ouvi um barulho e muitas rizadas. Depois soube que foi a cama que quebrou com o peso de 120Kg do gigante. Mas a putaria recomeçou e durou cerca de 40 minutos. Só então eles foram tomar banho e (finalmente!!!) Artur foi embora.
         A doida da minha putinha acompanhou o amante até a porta completamente nua e molhada do banho. Quando minha porta abriu e Artur saiu, Michelle viu a cabecinha da vizinha espiando pela porta dela. Eu estava no sofá. Michelle parou peladinha na minha frente e disse cheia de denguinho: “INFELIZMENTE NÃO VOU PODER DAR PRA VOCÊ HOJE PORQUE AQUELE NEGÃO ME DEIXOU TODA ARROMBADA. OLHA SÓ O ESTRAGO QUE ELE FEZ”. Eu pus a mão na bucetinha dela. Estava quente e muito inchada. Depois ela virou o rabão na minha direção e falou: “OLHA, PODE OLHAR”. Realmente o cu estava arrombado. Tinha beiços rosados e inchados como se fosse uma boca. Enfiei 2 dedos que entraram sem nenhuma dificuldade. Ela deu um passo a frente e meus dedos saíram sem atrito nenhum. Um líquido viscoso deixou meus dedos completamente lambuzados. Ela se arrumou e disse que ia visitar a mãe. Eu fiquei em casa batendo uma punheta.

MENSAGENS DO ZAP
          Recentemente, Michelle me disse que parou com as putarias e vai cuidar da gravidez. Pelo visto, acho que parou mesmo. Continuei espiando as mensagens da minha putinha, tanto no face como no zap também. É claro que ela não imagina, nem pode imaginar que eu clonei essas contas. Mas tudo que eu descobri foi até ante-ontem. Depois disso, nada mais consegui descobrir. Acho que parou mesmo.

Foto 1 do Conto erotico: CONTINUANDO A TRAIÇÃO

Foto 2 do Conto erotico: CONTINUANDO A TRAIÇÃO

Foto 3 do Conto erotico: CONTINUANDO A TRAIÇÃO

Foto 4 do Conto erotico: CONTINUANDO A TRAIÇÃO

Foto 5 do Conto erotico: CONTINUANDO A TRAIÇÃO


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario comedor de cú

comedor de cú Comentou em 14/11/2019

Sempre maravilhoso,show de puta e lindas fodas!Parabéns Guga,um dos maiores cornos do Brasil!

foto perfil usuario stanlleycontabeis

stanlleycontabeis Comentou em 14/11/2019

Sempre quis ver um vídeo dessa safada mas não tem nenhum vazado ! Pelo menos até hoje não achei.

foto perfil usuario rodrigo_b10

rodrigo_b10 Comentou em 10/11/2019

Já fizeram tanto vídeo dessa mulher maravilhosa ...nem pra apenas um vazar na Net pra nós ver rsrs... está de parabéns pela esposa

foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 10/11/2019

Por favor amigo, leia meu 1° conto! Abçs. Betto o admirador do que é belo

foto perfil usuario casalbisexpa

casalbisexpa Comentou em 10/11/2019

delicia de conto e fotos

foto perfil usuario hedonista67

hedonista67 Comentou em 09/11/2019

Gente que vadia gostosa é essa !!!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


131984 - PRIMEIRO CHIFRE DE 2019 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 25
134620 - MINHA EX CONTINUA PUTA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
135998 - BAIXINHA TARADA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
138000 - SURUBA NA MINHA CASA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
139124 - CORNO NÃO TEM PAZ - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
140153 - CASAMENTO DO AMANTE - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
141882 - TRAIÇÕES JUNINAS E JULINAS - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
144246 - NOVOS AMANTES DA MINHA MULHER - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
146117 - GRÁVIDA E DOIDA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13

Ficha do conto

Foto Perfil gugaguto
gugaguto

Nome do conto:
CONTINUANDO A TRAIÇÃO

Codigo do conto:
146940

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
09/11/2019

Quant.de Votos:
9

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


conto erotico de inserçãona rodinha das amigas fui dominada contoporno em quadrinhos escrava sexual do padrastowww.zooskool cunhada tarada pela pica do cavaloContos eroticos relatado por mulheres dentistahomem escroto excitado gozando gemendo no grelo pra caralhocontos eroticos gay dei pro meu tio e pro meu paicontos eroticos fudendo com varios homens no tremsexo casada infiel caiu na labia do amigocontos eroticos gostosa de camisola e a rola grossaconto de sexo no interior amigos segredo cachoeiraVelho fazendeiro sendo enrabado contos gayscontos quadrinhos corno bissexualcantoerotico comie minhacadelinha tubecontos eróticos vou te arrombar toda sua vagabundadescabacei a buceta da crentizinha magrela a fora - contos eroticoszecoa o bem dotadoEsposa dando p amigocontos com pm gaycontos de brincando comi o viadinho do meu irmãozinhocasa de swing porno contocontos eroticos dp vaginal com papaiConto erotico de bucetinha novinhaconto erotico pegando a novinha frágil na rua a forçaContos eróticos de menininhas na rolaCONTO REGRAS SEQUESTRDOR SEGUNDA PARTEcontos eróticos dei pro meu pai na fazendaconto gay meus sobrinhos ativoscontos eroticos em contagem mgquadrinho porno mae e filhoblog+cartoon+novinho+na+zoofilia+blogmetendo com cachorro no dia fertil conto eroticovirgem gritando na horadesentir o pau entrandopedro caltemocontos de enpregadas fudendo con patrao afosacontos eroticos namorado da amigacontos de mulheres q fuderao com negros pausudosconto de incesto anal com fotosconton erótico incesto padrastocomeu a tia bebada xgcontos eroticos novinho.mamae que letinho de filhinhohem em ativo piroculdoContos eróticos picantes de gays com fotos ilustrativasrelato erotico eu e amigas da escola fudemos com um pauzudocontoerotico michele baixinhacontos dormiu dê pau duro e ganhou um boqueteContos eroticos minha esposa tem um rabaoContos eroticos gays suruba gay no monasteriocontos eroticos pedi pra minha prima nao dar bandeiraOs carreteiros gay peludosconto erótico a esposa gostosa do meu amigo ele confio em mim eu aproveiteiContos eróticos comi a amiguinha da minha irmã de cinco anosgayzinhos contando como foi que perderam o cabaçocontos erotico comi minha sobrinha que foi dormir la em casaSexo de vovócontos eroticos pensa nim pau gostosocontos eroticos comi minha vizinha carentemãebriga com filho pq ele gosa dentoConto erotico com fotos de podolatria cheirando e chupando pes de primas embaixo da mesaContos eroticos papaichupou filhA virgemContos eroticos abusada pelo caminhoneiro frentista e borracheiroconto erotico menina novacontos de sexo com o entregador de gasconto erotico meu marido perdeu a apostacontos eroticos de meninas que perdeiro a virgendadeConto erotico chantageando a mae do amigocontos eroticos na boate lgbtcontos eroticos irmao tarado pego airmazinha e tirou o cabaço da gatinhabuceta virada mozescravo das amigas conto erotinodei ó cuzinho pra idosos nó asilo contos eróticoscontoseroticosdpvaginalContos eroticos familia mae filha sobrinha novinhasContos comendo a vizinha casada barraqueirahistória de irmão meteu a rola na buceta da sua irmã em quadrinhosContos eróticos advogado coroaimagens de meu filho atrevido e selvagem entre irmaos homens transando em quadrinhoscontos eróticos tarde calorosa com o sobrinhocontos com vizinhos coroas pauzudosanal comicsSexo na faculdadelevei minha mulher na casa de swing contosConto erotico esposa cegaContos eróticos de incesto mamae gulosa pediu carona para o caminhoneiro pauzudo e ele comeu a buceta o cuzinho e gozo na boca dela conto erótico brincadeiracontos eróticos com travestis bem novinha gritando napica várias vezeswww.quadradinho erotico.com/quadrinhos zoofilia.cfm