O coroa no estagio me fez seu viadinho



Ola amigos, no meu ultimo conto deixei passar uma bobeira, quando vi o conto estava postado e não dava para editar, falo dos irmãos paranaenses que MORAM em Floripa, não escrevi esse detalhe, ficou estranho, parece que sou analfabeto em geografia. Kkk. Corrijo agora.
Havia conseguido um estagio num museu, o qual não especificarei por motivos óbvios. Cheguei ansioso para me apresentar aquele que seria meu chefe. Fiquei mais nervosinho ainda, um coroa show de bola, tipo raro no meio, geralmente um monte de nerd, este é um homem de 50 anos, todo bonitão e charmoso, daqueles que fazem a mulherada assistir a sua passagem, e os novinhos como eu fazerem reverencia e algumas homenagens solitárias. Ele parece ter gostado de mim, de meu entusiasmos pela arte e pelos trabalhos que ele me mandava fazer. Na segunda semana já me convidava para almoçar com ele. Eu me esforçando para não dar na cara que ficava doido com ele. Que era assunto de muitas das mulheres do setor, parecia que ele já havia traçado todas. Uma vez no deposito estava atrás de uma estante e ouvi o papo de duas que já foram vitimas de seu charme e comentavam de sua tara em ser mamado e comer cu, coisa impossível para elas devido ao tamanho da ferramenta do coroa. Pronto, se eu já tinha uma queda, agora virou fixação o tal coroa, que se realmente tem essa tara toda e com a ferramenta que elas falam e eu já tinha notado e tentava não pensar, era certo que para satisfazer tais taras, um roludo quase sempre acaba por realizar com um viado, que as realiza com prazer e perfeição. Será que essa a razão de sua atenção comigo, que na experiência sacou meu tesão nele?
Fiquei mais ligado no coroa, tentando flagrar se havia interesse em por o putinho aqui pra lhe comer a pica. Por duas vezes notei através de reflexos umas manjadas na minha bunda, que passei a exibir mais. Numa outra vez estava pegando um livro numa prateleira mais alta e ele por trás de mim o alcançou. Senti no rabo que o bicho entre suas pernas era realmente poderoso. E notei nele um discretíssimo olhar safado.
Certa vez na hora do almoço, eu estava no banheiro e comigo um colega mais velho, Eu acabava de mamar sua pica torta, tão torta que tive que mamar de lado. Mas não resistir quando ele me viu manjar e sacudiu o torto, que apesar de torto era grosso. Não é segredo que amo pica grossa. Então respondi seu pedido de entrar na cabine, sentar no vaso e dar uma boa chupada. Eu já lavava as mãos e a boca galada e o dono da torta me agradecia quando o chefe entrou. Fiquei super nervoso, pois notei sua desconfiança no que rolou.
No laboratório só nos dois, ele me avisa para ter cuidado com o cara que ele viu junto comigo no banheiro, avisando que ele era famosos por pegar os novinhos estagiários.
- que é isso professor, sou na minha.... Apenas isso sem reclamar masculinidade ou falar nada contra.
- só te aviso, por que vc é o tipo preferido dele.
-Como assim?
-Novinhos, bonitos, corpos sarados, e com o perdão do termo, rabudos.
Nessa hora entra uma secretaria e acaba o assunto, mas então já sabia tudo que ele achava de mim.
-
Dois dias depois, seria feriado no dia seguinte, ele me chama e pergunta se tenho programa para o dia seguinte. Digo que não, ele me convida a depois do expediente ir a seu apartamento e ajudá-lo a por em ordem uns arquivos, frisou que não era trabalho do museu, e que eu só precisava aceitar se estivesse afim. Aceitei, rezando pra que só fosse uma desculpa pra me meter rola. Prometi ir assim que saísse da academia.
Cheguei em casa e sou surpreendido com a presença de meu Primão, que agora quase não sai de lá de casa, era só o pai viajar que ele aparecia e não me dava sossego de tanto me botar na mamadeira e me torar na vara. Eu adorava, mas naquele dia queria mesmo era provar a nova d chefinho. Da dele cuidaria quando voltasse. Não teve desculpa certa de pressa para treinar e do trampo depois. O Macho se aproveitou de meu banho e me fez ajoelhar ali mesmo, so deixando parar depois de uma descarga farta de porra na minha boca. Na saída, me vendo todo apertadinho na roupa de treino, mandou que assim que eu chegasse fosse ao seu quarto, dizendo ter saudade de me ver de quatro.
Fui a academia, nem terminei e corri para o ape do coroa. Quando a porta abre, me deparo com ele apenas de shorts e uma garrafa de vinho na Mao. Me sorrio e pediu desculpas pelo traja, culpando o calor. Me ofereceu o frisante que tinha nas mãos, Me olhou de cima abaixo e eu disse que vim direto da academia como tinha lhe dito. Disse que não era nada demais, falou para ficar a vontade, tirar o tênis e a camiseta molhada de suor. Claro que o putinho sacou que o coroa ia mesmo me dar pica, e fiz tudo que ele sugeriu com a cara mais inocente do mundo. De novo ele me olha, dessa vez com fome nos olhos e elogia meu corpo. Me da uma taca do frisante e bebemos juntos.
Trabalhando na mesa de vidro, eu via por entre os papeis, o volume nos shorts, as pernas abertas para deixar confortável o saco por causa do calor. Ele me servia já a terceira taça, seus olhares cada vez mais devoradores, e os meus a seu corpo de macho gostoso não eram tão discretos quanto antes. Varias vezes a me explicar detalhes de relatórios ele roçava em meu braço que tem do o tato de um putinho, sentia que a rola era a maravilha que as duas que ouvi falar tinham medo.
O papo já não era só de trabalho, ele me convida a um break, de novo me enche a taca e senta numa poltrona. Me pareceu com o único intuito de me deixar ver seu saco pentelhudo e parte da cabeça de rola. Bastou para o viado em mim que estava quase seguro, se soltar e olhar descarado para o showzinho. E já começa pergunta de namorada, digo que não tenho, faço a mesma a ele que rindo diz que tem muitas...
-bem, o senhor é solteiro, bonitão, tem que aproveitar mesmo.
-Pois faço isso aproveito, e muito, e de tudo....
E vc? Aproveita Tambem não é?
-quando posso..kkk
-faz bem, vc é novo, e devo dizer que sua beleza chama atenção mesmo, e como já te disse, bundudo como é, deve ganhar muitas cantadas, mas não devia cair em todas como nas cantadas do Mario.
-Como assim?
-sei que vc deu uma mamada naquela rola dele que parece um sinal de curva a esquerda, um garoto como vc merece coisa melhor, ou melhor uma rola melhor.
Não tinha o que eu negar, ele pôr as cartas na mesa e me chamou para armadilha, agora era deixar ele terminar e dar as ordens. Então mostrei minha puta ao coroa gostoso.
- E qual é a melhor?
-vc sabe garoto, tenho mais que o dobro de sua idade, quando vc estava chegando eu já tinha ido duas vezes. Vc ta afim de cair na pica de seu chefe, e este esta doidinho pra comer esse rabo.
Ele se levanta e a rola já mostra o dobro do tamanho. Perto de meu rosto ele baixa o short e vejo a tão famosa taradona por boca e cu. Realmente de assustar alguns, não a mim que deu foi água na boca. Olhei para a manilha que depois vi ter 21 cm, de calibre arrombador de cu, cercada de pentelhos grisalhos aparados altos e um belo saco balançando entre as pernas que ele entreabriu para deixar rola na altura da minha cara. Olho para ele com olhar safadinho, deixando que visse o brilho feliz no verde de meus olhos, sei que isso deixa os machos na tara.
-poxa chefe, é grande mesmo, e tem razão mil vezes mais bonitas do que a pica do Mario que mamei na verdade pensando no senhor.
O olhar de puto novinho biscateiro e as palavras ditas enquanto eu analisava o cacete em cada detalhe, fez real efeito. Ele mexeu o quadril fazendo balançar e roçou meu nariz, e ainda sem tocar com as mãos, o levei aos pentelhos aspirando seu cheiro, depois as virilhas, me pus de joelhos e deixei seu saco farto se esparramar na minha cara.
Corri a língua na costura do cu ao saco e disse sem tirar o rosto lá de baixo.
-Que delicia o cheiro de tudo aqui, como sonhei em estar aqui debaixo e sentir isso.
Ele me levanta e me agarra num abraço de amassar, me beija, morde o pescoço, apalpas os mamilos, aperta a bunda.
-Tira o short.
Faço com a cara apoiada na pentelhama e subo lambendo tudo que encontro no caminho. Chupo cada mamilo e levanto os braços, um de cada vez para lhe cheirar as axilas. Volto ao rosto ficando de ponta de pé para lhe beijar. Sou retribuído com um beijo mil vezes selvagem. Ele poe meu rosto entre suas mãos e me faz olha-lo enquanto diz.
-desde o dia que vc chegou que sou doido pra ter vc assim, nuzinho, entregue a mim, todo cheiro de vontade pra mamar. Na hora que te vi senti um cheiro de viadinho gostoso. Me deu vontade de dar uma surra quando vi a biscate que vc é chupando rola em pleno trabalho, depois me deu mais tesão, viados safados e com essas carinhas lindas são os melhores.
-obrigado chefe, agora deixa eu mamar?
-vai puto, prefere que eu sente ?
-Deixa eu mamar de joelhos olhando para o senhor, depois o senhor manda o que quiser, eu vou fazer.
- Pedir tempo de não ter te pego logo no primeiro dia.
De novo meti a cara debaixo das bolas, e muito lambi e engoli cada uma, depois as duas para me encher a boca. E só com seus pedidos de ir logo na vara que a essa hora já era um aríete de duro. Circundei a base com a língua e fui subindo como serpente. Sempre olhando seu rosto em ritos de tesão. Lambi a cabeça varias vezes e demorei chupando apenas ela. Então disse-lhe.
– ta gostoso?
-Como nunca, quero ver ela toda dentro dessa boca.
-Então porque não faz ela engolir, vc é o macho ou não?
A provocação que faz os mais novos empurrarem de vez a minha boca na rola, com ele o fez usar meus cabelos para controlar a cabeça e me fazer engolir lentamente. Eu me apoiando nas deliciosas e carnudas coxas, ouvia ele dizer estagiario mamador, viadinho do museu, comedor de rola. E comandava seus desejos mandando sugar mais forte, mexer a língua. Chegando ao fim, se disse satisfeito em escolher o boqueteiro certo que engole sem reclamar uma tora daquele calibre. Me tirou a vara da goela e mandou tomar fôlego. Dessa vez enterrando mais rápido e me sufocando ate o limite, me deixava respirar e repetia. Fez varas vezes e me afastou com rola atravessando meu rosto vermelho e babado.
-Ta tudo bem?
-Quero mais.
Então me deu a boca, indo ate a metade, me fazendo babar como uma cachoeira pelos cantos da boca. Mostrava satisfação em eu não reclamar, ao contrario lhe puxar pela bunda pedindo mais.
-viado gostoso, vão ser minha puta seu estagio todo, vou te botar pra mamar todo dia.
- numa folga lhe respondo ser exatamente isso que quero, mas também quero no cu.
- Temos a noite toda.
- temos não, meu irmão está em casa, hoje era tudo que queria, mas vou poder, mas teremos meu estagio todo, sempre que o senhor quiser
-Então sobe na poltrona de frente pro assento.   
Obedeço e o faço empinando o cu. Ouço elogios e logo uma língua se fartar, mandado debaixo de tapa que eu rebolasse e piscasse o cu para seu deleite. Logo a cabeça na portinha e um riso safado ao meu empurrãozinho para a fazer entrar.
-Mete essa rola meu chefe roludo. Entra gostoso nesse cu.
Entra e fazendo chiar esperando a dor da recepção da pica no cu passar e logo eu mesmo começo a comer a vara, ele gosta da idéia e me diz pra comer a pica rebolando devagar ate sentir seu saco na bunda. Engulo no cu a rola rebolando como uma batedeira, aperto a tora dando parabéns a ela por estar inteira. E peço.
-Agora fode com vontade macho.
Coroa meteu com gosto exibindo toda sua experiência e amor em comer cu. Me pôs de pé, de lado com a perna aberta e gozei depois dele com ele metendo de frango e socando com toda a forca e que eu pedia para ele impor.
Daí em diante não teve um dia no estagio que eu não fizesse serão, chegava cedo e mamava quase ate o gozo, me fazendo e se fazendo esperar ate estarmos sós para me torar na vara no deposito.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


145542 - O Inicio do Escravo de Macho - Categoria: Gays - Votos: 21
145581 - Viado tomou rola de dois irmaos - Categoria: Gays - Votos: 29
145626 - Viado do padre, dos irmãos e do cowboy - Categoria: Gays - Votos: 9
145731 - Meu Tio gostoso, meu novo macho dono - Categoria: Gays - Votos: 11
145733 - Despedindo dos machos e conhecendo o Dindo cacetudo - Categoria: Gays - Votos: 5
146023 - Uma orgia de machos inesquecível - Categoria: Gays - Votos: 6
146080 - O macho moreno, foda homérica - Categoria: Gays - Votos: 10
146128 - A noite que André Roludo me fez mais puta que nunca - Categoria: Gays - Votos: 4
146305 - Visita da Padre e do primo tesudo - Categoria: Gays - Votos: 10
146362 - Meus amigos, meus machos que me fodem muito - Categoria: Gays - Votos: 3
146762 - O primo, o amigo e dois irmaos no carnaval - Categoria: Gays - Votos: 6
146979 - Coroa do estagio... quando chega em casa mais rolada... Parte ll - Categoria: Gays - Votos: 2
147300 - Pirocada do professor e do seu filho - Categoria: Gays - Votos: 16

Ficha do conto

Foto Perfil escravodemacho
escravodemacho

Nome do conto:
O coroa no estagio me fez seu viadinho

Codigo do conto:
146978

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
10/11/2019

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos erocticos com gemidos altos com sograconto erotico marido flagra esposa trepandoquadrinho erotico do doador de espermacontos dopei a tia pra funder elaconto erotico brincando com o pau do titiocontos eroticos um encontro inesperadocudida por meu filho contos eroticosultimos contos incestoscontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoconto erotico esposa pelada na frente da galeradei minha bunda para meu irmão gozareu comi o cu da tati bem gostoso eu quero um em contro eroticosconto da mulher que nao aguento o pauzudocontos Chantageado por um Coroahttps://vangogrostov.ru/conto/125025/716857/meu-vizinho-e-muito-safado.htmlcontos gay com estupro por guarda vidasconto erotico vi papai no banhoconto erotico minhas irmalllcontos erotico no morroay papi # 7 hentai hwfamilia tradicional conto eroticoconto chupando buceta de bebadamae super rabuda sendo chantagiada pelo filho conto erodicovirei mulher do meu pai contos pornoquando era menininha ficava com a cara cheia de catarro quando virou mulher vive com a cara cheia de porraContos eroticos armaram uma despedida de solteira para amigacontos eroticos me exibindo para instalador calcinhaconto erótico réveillon com a mamãe e primaContos sempre fui o viadinho de todos os homens da familiapornobrasil tia quadrinhos ano 2017conto dei o bum bum pro cachorroconto erotico ela cagou no meu paucontos de vovo fudendovirgenspornoemquadrinhominha vizinha safada casada heleniceconto 12 eroticofotos de codress e traveste se comendocontos mae flagra filho de pau duro e o ajudaBucetao da egua no cioQuadrinhoseroticossobrinhastezao pelo papai incestoswww. pornosporno entiada supreendidaconto erotico novinha nao guenta surubaconto de. velha gordaconto erotico brincando com o pau do titiochuva dourada contosConto porno desdi pequena pai e mae me comeconto erotico gay mudei de sexo e virei putacontos de casais liberais bissexConto porno desdi pequena pai e mae me comexxvideo alejadinhosEu e minha Amiga fomos fudidas pur um colega do meu irmo conto erotic quadrinhos eroticos sado gayconto erótico rapaz arrebentou o cuzinho do amigoConto erotico caseirocontos eroticos minha putinha de onze anosassistir filme pornô meu pai me madrasta misturamminha filha incestoconto erótico cafuçu gaycontos eroticos convenci minha mulher a fude com nosso cachorrocontos eroticos novinha rabuda sonha com medingo fudendo ela e ela procura um medingo pauzudo na ruaconto erotico de novinhomeu namorado rasgando minha bundinhaquadrinho sexoseiren edesenhos em quadrinhos de sexokomik ngentot terbarucontos eróticos traficantebonecas dotadaQuadros eroticos OS substitutocontos erotico puta gosta de piça ggpsicologas rabudas contoscontos eroticos de coroas fodendo com animascontos eroticos de maes chupando filhoo aluno pauzudo da minha esposa comeu elanudismo sxyconto erotico novinho comeu a sogra safadaconto erótico dei gostoso pro meu ex no motelcorno consolo cinco dedos no cu conto