LEVANDO A NAMORADA JAPONESINHA PARA SOFRE NO CARALHO DO AMIGO NEGRO




Quando comecei a namorar Sayuri, não imaginei que nossa relação fosse ficar tão intensa, me chamo Ronaldo, tenho 29 anos e sou estudante de medicina, sou bonito e sempre tive fama de comedor, e pra mim ela não passaria de só mais uma conquista, já que ainda não tinha no meu currículo uma japonesinha nissei, mas o que ocorreu foi bem diferente, Sayuri conseguiu me conquistar de verdade, e juntos realizavamos todas as nossas loucuras na hora do sexo, acabei despertando nela o gosto pela sacanagem, ela parecia não ter limites e além de fazer, também sugeria brincadeirinhas para apimentar ainda mais nossa relação, inclusive vez ou outra me surpreendia trazendo alguma amiga para transarmos à três me levando a loucura, e aconteceu que mesmo eu sendo um pouco ciumento, acabou brotando em mim um desejo de também dividir Sayuri com outro homem, já que todas as vezes que fizemos sexo à três sempre fora com alguma amiga dela, então comecei a imaginar como seria incluir outro cara para foder Sayuri, amadureci a idéia e depois planejei uma surpresa, seria fácil arrumar alguém para participar, já que a maioria dos meus amigos desejavam meter com ela, e não por ela se tratar de uma mulher gostosona, e sim porque Sayuri fazia o perfil totalmente ao contrário, ela é uma japonesinha nissei, com cabelos lisos negros e olhos puxadinhos castanhos, tem 1,52cm de altura e não chega aos 50kg, está com 22 anos mas tem um corpinho de adolescente, toda magrinha com peitinhos pequenos e uma bundinha deliciosa, e por isso despertava os olhares de desejo dos homens que imaginavam o quanto que aquele corpinho delicado aguentaria foder, pensei em vários amigos para convidar e então uma idéia nasceu na minha mente maliciosa, já que Sayuri era descendente de japonês, resolvi convidar um parceiro meu que era o oposto dela, ele é um negrão de aproximadamente 1,90cm de altura, com pelo menos 90kg, é forte e malhado, gosta de artes marciais e pratica vários esportes, seu nome é Jorge, mas todos o chamam Zulu, expliquei pra ele minha situação e ele claro, aceitou na mesma hora. Sem falar nada para Sayuri, preparei a surpresa e torci para que ela aceitasse e também curtisse, uma vez que entre nós tudo era consensual, então mandei que Zulu fosse para minha casa e nos aguardasse, então passei na casa de Sayuri para apanha-lá, e no caminho expliquei que hoje seria minha vez de presentea-la e tinha uma surpresa que lhe daria muito prazer, eu havia deixado ela sem rola durante duas semanas, para não correr o risco dela desistir e que o tesão falasse mais alto, Sayuri não se cabia de curiosidade e no trajeto até minha casa não me deixou em paz me enchendo de perguntas, quando chegamos estacionei meu carro e expliquei à ela a situação, disse que ela estava à vontade para recusar, mas que era um desejo meu e uma retribuição à ela, lhe beijei e mandei que ela entrasse primeiro para ver a surpresa, Sayuri caminhou sem conseguir esconder a ansiedade e quando chegou na porta Zulu foi quem a recebeu, no mesmo instante ela me olhou com um ar de excitação mais ainda confusa, meio sem acreditar que eu havia arrumado um negro gigante para foder com ela, eu então sorri e fiz sinal para que entrasse, lá dentro sentei no sofá e Sayuri veio até mim, me abraçou e falando no meu ouvido perguntou se eu estava preparado praquilo, respondi que sim, percebi que ela estava ansiosa e com um certo medo, então tentei tranquiliza-la dizendo que eu estaria sempre ali caso ela desistisse, notei que ela estava intimidada mas curiosa, então a encorajei a tentar e ela se sentiu desafiada, eu estava animado, nervoso mas com muito tesão, então me levantei e pegando minha namorada pela mão, a levei até a frente de Zulu e oferecendo ela à ele, disse "ela é toda sua, aproveita que hoje eu só quero assistir", e voltei e me sentei novamente no sofá, e vendo minha namorada ali vestida apenas com um top amarelo deixando sua barriguinha toda amostra, e uma mini saia jeans, com ar de inocente, parada na frente daquele negro quase com quase o dobro de tamanho dela, um ciuminho veio à tona em mim, mas aguentei firme e fiz sinal para que começassem, ele sem perder tempo tirou com facilidade o top e a saia jeans de minha noiva, deixando aqueles peitinhos lindos à mostra, e descendo com sua boca enorme na direção deles, abocanhou os peitos de Sayuri que sumiam na boca do negro, chupava e lambia com vontade, passando sua língua quente ao redor dos biquinhos os deixando arrepiados, mordia sua bundinha e seus peitinhos, se aproveitando do corpo nu e indefeso de minha namorada, Zulu então ficou novamente de pé e colocou as mãos sobre os ombros de minha namoradinha, a empurrando para baixo, ela se ajoelhou na frente dele e quando tirou pra fora o pau do negro, ambos ficamos impressionados, uma ferramente gigante saltou pra fora, disse assustada, "nossa isso vai me rasgar no meio olha o tamanho desse pau amor", sempre achei que meu pau fosse grande, mas perto daquilo fiquei envergonhado, tinha aproximadamente uns 24cm, era grosso, cabeçudo e tinha as veias dilatadas, um sentimento de arrependimento brotou em mim nesse instante, mas eu não podia mais recuar, Sayuri olhava para mim e notava nela um receio de não aguentar aquela tora, pensei por um instante que fosse desistir, e até fiquei feliz por isso, então Zulu olhando para ela disse "tá com medo?", pronto, sabia que Sayuri não desistiria, ela era uma nissei valente, e mesmo com receio se sentiu desafiada, então envolveu o caralho monstro e duro na sua frente com as duas mãos, e abrindo sua boquinha o máximo que podia, abocanhou aquele mastro e começou a chupar e a lamber com maestria, descia com a língua até a base do cacete de Zulu e chupava suas bolas as enfiando tudo em sua boquinha, o caralho negro batia no rosto de minha namorada, Sayuri sabia como chupar um cacete, e Zulu curtia cada movimento que ela fazia, e mesmo com um pouco de ciúme, um tesão voltou a tomar conta de mim ao observar aquela cena, estava curioso se a pequena Sayuri iria aguentar aquela tora negra dentro dela, e Sayuri de joelhos se divertia no pau duro do negro, mamando com vontade e enfiando na boca o quanto aguentava até engasgar, só a cabeça do pau de Zulu já quase enchia a boquinha toda de Sayuri, mas ela mesmo assim forçava o cacete até o fundo da garganta, deixando Zulu enlouquecido, o negro então sentou na beirada do sofá com o caralho duro e imenso, apontando pra cima, e mandou que Sayuri sentasse sobre ele, ela hesitou um pouco mas acabou escalando o corpo do negro, ajeitou a ponta do cacete na entradinha de sua xaninha e foi sentando bem devagar sempre me fitando com os olhos, e com a bundinha empinadinha, forçava sua bucetinha pequeninha contra o caralho negro, com muita dificuldade os lábios quentes daquela buceta ia engolindo a rola grande e grossa lentamente, sua bucetinha contraia e apertava o pau de Zulu com força, ela agora empurrava o quadril contra o caralho dele tamanho era seu tesão, e mesmo sem conseguir enfiar o cacete todo na xaninha, Sayuri começou a cavalgar a tora de Zulu, gemendo de tesão, subia a xana no caralho negro e voltava a enfiar o quanto podia dentro dela, cada sentada seu cuzinho rosa parecia piscar devido as contrações do cacete negro, eu sentado na minha poltrona delirava ao ver aquela cena da minha namorada japonesinha cavalgando o mastro daquele brutamontes negro, comecei a me masturbar de tanto excitação, Sayuri parecia estar gostando de foder aquele cacete, e sentava com vontade fazendo o pau entrar mais da metade em sua xaninha apertadinha, Zulu então passou os braços por baixo das pernas de Sayuri e a levantou no colo sem qualquer esforço, e sem tirar o pau de dentro dela, assumiu o controle da situação mantendo ela suspensa e com as pernas bem abertas começou a foder com força empurrando seu pau para dentro da xaninha dela, naquela posição de frango assado e suspensa no ar por Zulu, Sayuri estava totalmente vulnerável, e agora era ele quem ditava o ritmo das estocadas, então começou a meter fundo nela, seu cacete estava todo cravado na bucetinha dela, e ele enfiava fundo e com vigor, fazendo a bundinha de Sayuri bater em seu saco com violência, a adrenalina tomava conta dela, parecia que estava estuprando ela de tão forte que a comia, ela gemia e gritava enquanto era penetrada freneticamente pelo mastro gigante de Zulu, cheguei a pensar em intervir, mas o tesão tinha tomado conta de mim, e ela poderia parar caso não aguentasse, mas no fundo eu conhecia minha namorada, e sabia que ela preferia ser currada a desistir daquele desafio, então resolvi aproveitar, e depois de meter até quase parti-la ao meio, Zulu a colocou de pé e mandou que ela ficasse de quatro no tapete, Sayuri mal podia ficar de pé, suas pernas estavam trêmulas, então amparei minha namorada e a deitei sobre meu colo, enquanto ela ficava de quatro com a bundinha virada para o negro, Zulu se posicionou atrás dela e a pegando de jeito, cravou seu caralho mais uma vez na xaninha de Sayuri que se debruçou no meu colo enquanto era fodida pelo negro gigante, Zulu a abraçava por trás e enterrava fundo seu mastro nela, sua bucetinha se dilatava pra receber a ferramenta toda, enquanto Sayuri gemia e choramingava no meu colo, meu pau latejava de tesão ao sentir as fortes estocadas do negro no pequeno corpo de Sayuri, a fazendo tremer e quase a partindo ao meio, Sayuri mesmo sendo currada, era bem safadinja e aproveitando que estava debruçada no meu colo, tentou chupar a minha rola ao mesmo tempo que Zulu castigava sua xaninha, fodendo ela com violência, o negro então me perguntou se poderia estourar aquele rabo branquinho, olhei para Sayuri e ela sem tirar meu pau da boca fez um sinal de sim com a cabeça, me segurei naquele instante pra não gozar de tanto tesão só de imaginar aquele cuzinho rosa recebendo aquele caralho descomunal, Zulu tirou o pau de dentro da bucetinha de Sayuri e eu pude ver o estrago que ele havia feito nela, e a mantendo na mesma posição, enfiou sua lingua no fundo do cuzinho de Sayuri preparando o terreno, então direcionou a ponta de seu caralho cabeçudo na portinha do cuzinho dela, e lentamente foi empurrando o pau duro feito pedra para dentro daquele buraquinho estreito, senti Sayuri estremecer no meu colo enquanto cravava suas unhas em mim, o negro então com um movimento brusco, cravou o pau até o talo no cuzinho apertadinho de Sayuri que chegou a se desesperar na hora, o negro foi encaixando devagar até ela se acostumar, ai começou aumentar o ritmo, um misto de sensações tomava conta de Sayuri, e enquanto chupava meu pau com mais vontade ainda, urrava mandando que Zulu arrebentasse sua bundinha, notava que ela apertar o pau do negro com o cu, empurrando sua bundinha contra o caralho imenso, Zulu bombava dentro do rabo dela com movimentos fortes e violentos, cravando seu pau inteiro dentro do cuzinho dela, sua rola sumia por completo dentro daquela bundinha pequenininha, a cena foi demais para mim e não me aguentando mais, gozei jatos de porra quente no fundo da garganta de Sayuri, que engoliu o quanto conseguiu, e não demorou muito Zulu também gozou no fundo do cuzinho da minha namorada japonesinha, inundando seu rabo de porra, quando tirou o pau de dentro dela, senti que o corpo frágil de Sayuri começou a ter pequenos espasmos musculares enquanto ela rompia em orgasmos, Zulu ainda pegava a porra que escorria do cuzinho de Sayuri com as mãos e passava na boquinha dela, fazendo com que engolisse o sêmen saído de seu cuzinho arrebentado; fomos para o quarto e dormimos os três na mesma cama, e durante a noite enquanto Sayuri estava sem forças, acordei por várias vezes com Zulu deitado com seu corpo grande e pesado, sobre o corpo pequeno e exausto de Sayuri fodendo ela, e assim fomos até o amanhecer...
Foto 1 do Conto erotico: LEVANDO A NAMORADA JAPONESINHA PARA SOFRE NO CARALHO DO AMIGO NEGRO

Foto 2 do Conto erotico: LEVANDO A NAMORADA JAPONESINHA PARA SOFRE NO CARALHO DO AMIGO NEGRO

Foto 3 do Conto erotico: LEVANDO A NAMORADA JAPONESINHA PARA SOFRE NO CARALHO DO AMIGO NEGRO

Foto 4 do Conto erotico: LEVANDO A NAMORADA JAPONESINHA PARA SOFRE NO CARALHO DO AMIGO NEGRO

Foto 5 do Conto erotico: LEVANDO A NAMORADA JAPONESINHA PARA SOFRE NO CARALHO DO AMIGO NEGRO


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario miguelita-

miguelita- Comentou em 11/11/2019

Parabéns pelo conto ! Delicia !

foto perfil usuario hedonista67

hedonista67 Comentou em 11/11/2019

Acho que sofrer ela não sofreu, mas gozar !!!! ela se acabou .

foto perfil usuario ksn57

ksn57 Comentou em 11/11/2019

Votado - Delicia de conto e Japinha delicia essa...

foto perfil usuario sabrinasaskia

sabrinasaskia Comentou em 11/11/2019

Huuummm... Você é um corninho bem legalzinho rsrs

foto perfil usuario sograrb

sograrb Comentou em 11/11/2019

Que tesão uma cena dessas. 24 cm entrando dentro do meu corpo. Tesão que ela teve ter sentido. Delicia ter um negro desse dentro de casa,

foto perfil usuario casalbisexpa

casalbisexpa Comentou em 11/11/2019

Delicia de conto... amo uma japinha e ser corno de um negão roludo... parabéns pelo conto e fotos

foto perfil usuario olavandre53

olavandre53 Comentou em 11/11/2019

Q conto maravilhoso! Parabéns a sua fêmea deliciosa e puta.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


106169 - Noivinha apaixonada - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 20
135021 - Fantasia com esposa no assalto arranjado - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 31
135114 - Festinha de niver de namoro! O presente foi minha esposa - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 28
135179 - Dividindo minha esposa com um negro morador de rua! - Categoria: Fetiches - Votos: 30
135197 - Esposinha drogada e abusada - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 35
135317 - Dando o troco no maridinho canalha - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 42
135710 - A prima ninfetinha de minha esposa pagando a dívida do namorado - Categoria: Traição/Corno - Votos: 22
135993 - A defloração anal de Nanda, minha prima ninfetinha - Categoria: Virgens - Votos: 16
136062 - Primeira DP de Nanda no gangbang com negros - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 24
137253 - Esposa dando pra vários num banheiro de um bar - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 29
137519 - Esposinha usada e abusada por seis negros - Categoria: Traição/Corno - Votos: 33
137745 - Três negros de presente de noivado para minha amiga Gaby - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 29
139173 - Surpresa com cinco negros para a esposa do meu amigo! - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 22
140549 - Esposa chantageada pelo chefe e abusada pelos seguranças - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
141328 - O cuzinho virgem da noiva como garantia de empréstimo - Categoria: Traição/Corno - Votos: 30
141674 - Noivinha se entregando como prêmio aos negros (vingança contra o noivo) - Categoria: Traição/Corno - Votos: 28
142015 - Apostando a noivinha na mesa de poker - Categoria: Traição/Corno - Votos: 22
142334 - Satisfazendo os assaltantes para salvar o marido - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 31
142510 - Fodendo a esposa do meu primo! (cont. do conto "satisfazendo os assaltantes para salvar o marido") - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
142844 - Levando a esposinha recatada para o amigo negro foder... - Categoria: Traição/Corno - Votos: 39
143899 - Meu namorado se aproveitou da minha inocência e me enganou me usando para quitar dívidas de drogas - Categoria: Traição/Corno - Votos: 33
144593 - Assistindo a esposinha fiel foder com dois bem dotados - Categoria: Traição/Corno - Votos: 33
144932 - Médica loirinha entrando na vara do segurança negro - Categoria: Traição/Corno - Votos: 32
145262 - ENTREGANDO A ESPOSINHA PARA DOIS DESCONHECIDOS FODEREM - Categoria: Traição/Corno - Votos: 34
145592 - REALIZANDO A FANTASIA DO AMIGO COM SUA NOIVA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 26
146852 - Esposinha infiel e racista sendo currada por negros na vingança do marido - Categoria: Traição/Corno - Votos: 32
147134 - NOIVINHA FIEL E RECATADA SE OFERECENDO AOS TRABALHADORES BRAÇAIS SÓ PRA SE VINGAR E HUMILHAR O NOIVO - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 9

Ficha do conto

Foto Perfil tiagobrittoaninha
tiagobrittoaninha

Nome do conto:
LEVANDO A NAMORADA JAPONESINHA PARA SOFRE NO CARALHO DO AMIGO NEGRO

Codigo do conto:
146996

Categoria:
Interrraciais

Data da Publicação:
11/11/2019

Quant.de Votos:
34

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


conto erotico mamando nastetas de minha irma e meu cunhado mamando no meu paucasa dos contos eróticos de coroas maduros motoristamai brasirera pedi pede para o filhi fudela gostosoConto erotico mãe e filho enquanto a chuva caia..Conto comi minha tiaconto escondido minha mulherquadrinho português imagem porno fodendo a netacuadrinho erotico caique o pedreroporno beti toparoacontos eroticos princesinhaConto erotico assedio de ginecologistacontos eroticos gls revelei que sou viadocontos gostoso de reconciliaçãoswing mais grosso contoscontos eroticos meu filho ricardinho roludo...com minha calcinhaContos eróticos de incesto ai mamae que chupetinha mais gostosa é essaContos eroticos sendo domada por um, rapaz ai ui ohBucetas tiaContos eroticos com coroasconto eróticos anime fotosContos eroticos... Meu genro m é deixou arrombadapivete faz casada urrar na rola contostravesti nua gostosacontos eróticos Cearátiabebada dormindo sobrindo mete com covardia na buceta e no cusConto erótico possessivo em quadrinhosComi meu sobrinho gay no motel ele disse goza tio no meu cu conto eroticosexo de louco5 sado contos eroticoscontos eroticos pai e filhinha dengosaconto erotico minha filha pequenacontos eróticos enganada no boquetecontos eróticos publicados sobre encoxadasquadrinhos eroticos dona de casa virou putaconto meu compadre senhor negroultimos contos sadoporno enchendo a bucetuda volumosa da massagista de porra. calcinha brancaconto erótico incesto mesmo grávida de sete meses dei minha bucetinha a meu filhocontos eroticos gay sendo estuprado por taradossou casado feminizaçãochupada conto eroticominha vizinha safada casada helenicecontos eroticos dando em baixo do chuveiropadrasto a proveita a donselinha dormindo a mulhe a vai desvirginar a entiadatransei com namorada do meu amigo conto eroticoloQuem quer fuder minha mulher,fotos comentem.coto erodico de como pater puetaconto medo da pirocashortinho popa conto realvideos de clientes com pal duro consegue segura e fica de pal duro na depilacaoa virgem e o cavalo zoo comixesfregando uma buceta na outra contocomo virei travesti .. dei chupei. e gostei me acostumeicontos eroticos de pro meu cachoroassistindo a punheta contoscontos eroticos de lactofiliaconto eróticos gay o coroa amigo da famíliaconto erotico meu amigo provou pra mim que minha esposa e facinhacontoa eroticos gay diegaocontos eroticos pegando a mae traindo o paicontos eroticos de muleque dando o cucontos erotico comendo sfdCónto erotico meu sogro comeu eu eminha sogra e nos bateuConto meu filho não endurece o pauconto na fazenda do marido contos eróticos o casal de alunos virgenscontos eroticos gays medicoporno filho Engravidar mae dormidoconto estupro gayxvedeo conto erotico a forca no onibuscontos trai minha esposa com o viadinho inquilinoviuva louca por pica contos eroticos1° vez masturbando contoeroticometendo com cachorro no dia fertil conto eroticogarototranzcontos eroticos peguei minha esposa com os negoesContos erótico madrasta e iteiadobobinhocontoscontos eróticos comi o cu do filho da mendigaa cu invocante 3 parte 2xvideos dormiuultimos contos eroticos o corno da festaquadrinhos eroticos bdsmqudrinhos eroticos hentai comics vovo taradoSexo com Beto Papakuprima da pra primo conto eroticocontos eroticos com madrasta safadaquadrinho erotico gay cuzinhofotonovela erotica cdzinhacontos eróticos jogo valendo sexo perdi a mulhercache:OYd7x6Hp6DoJ:mozto.ru/perfil.cfm?widn=10491&wa=c transei com o meu genroconto erotico pai roludotransa inesquecível no transito conto eroticocontos comi minha filha de menoContos de cornos de siliconadascorno escravo sexual e preso no cinto de castidadecornos e esposas praia nudismocontos erotico rebolando com dois pauMeu filho gozou dentro da minha buceta,conto