Eu, meu amigo e esposa



Encontrei aquele meu amigo, com o qual fizemos um troca troca delicioso, ele a primeira vez, gostou e sempre que tínhamos uma oportunidade, nos encontrávamos e aproveitarmos todos os momentos. Estava com sua esposa (a qual queria ver dois machos se comendo e ao mesmo tempo saciando sua fome de sexo) e me convidaram para subirmos a serra, onde iam passar o final de semana, como minha família tinha ficado em Nova York, aceitei, pois viajava somente na segunda feira. Fui na casa do meu sogro pegar roupas e fiquei de encontrá-los mais tarde. Chegamos na casa deles grande e com uma área de esportes, inclusive uma piscina com água quente, pois quando faz frio na Serra, não conseguimos nadar. Ela como sempre apareceu com um fio dental que deixava ver sua bucetinha deliciosa (depiladinha) assim como seu cuzinho. A sunga deixava ver nossos kctes duros, ela safada falou vamos ficar pelados, o calor está forte, daí já imaginaram que aconteceu, acabamos indo para a cama os três onde nos deliciamos com seu cuzinho e sua bucetinha. Depois de algum tempo, ela nos agradeceu e disse que ia tomar banho, se não queríamos disse que iria depois, pois ela tinha limpado meu ckte todinho, já que tinha enchido sua bucetinha de leite, seu marido foi junto, fiquei na cama descansando e pensando nas loucuras que fizemos na cama. Ele retornou sozinho e disse que ela queria que eu fosse até o banheiro. Lá chegando ela me chamou para lavá-la, o que adorei, e meu ckte já dando sinais de dureza. Passei sabão no seu corpo e me demorava no seus buraquinhos e ao mesmo tempo chupava seus peitos (que eram médios) do tipo que cabia na minha boca. Ela gemia com minhas mexidas, de repente meu amigo aparece na porta e fala, que lavagem deliciosa, posso participar? Ela disse, vem, lava seu amigo (olhei para seu rosto, e notei aquela cara de safada antevendo o que ela ia querer
).    Ela me puxou, enquanto ele ia para trás de mim (delicia), ela caiu de boca no meu ckte do jeito que eu gosto, ele veio por trás me acariciando e tentando enfiar o dedo no meu cuzinho, os dedos cutucando meu cuzinho, é uma sensação maravilhosao, ainda mais a pressão que ela fazia com os dedos no meu cuzinho de vez enquanto, me fazia ficar mais arrepiado de desejo. Eles (ele já sabia que eu gostava, mas ela   tinha suspeitas disso, já que ele voltava para casa alegre e satsfeito), meu pau ficou mais duro, eles intensificaram suas caricias em mim, eu estava adorando, além da chupada que ela me deixava molezinho, meu amigo voltou a tentar enfiar seus dedos no meu cuzinho, que já piscava feito louco, logo senti meu cuzinho agasalhando seu dedo e ficou lá paradinho, meu cuzinho mordia seu dedo, mordendo minha orelha falou pertinho do meu ouvido me pedindo para ficar calmo que eu ia gostar e se quizesse era só pedir para ele parar. Sentido seu hálito quente me fazia
ficar mas arrepiado, e não queria queria que ele parasse , pois estava sentindo um tesão, sendo bem chupado e a sensação de ter seu cuzinho comido e sem que ela parasse a chupada em meu ckte, ela encostava sua mão na minha bunda, ele passou a enfiar e tirar o dedo de meu cuzinho, num vai e vem gostoso, acabei gozando na boca dela a qual bebeu quase tudo e limpou meu ckte me beijando a boca, e passando um pouco do meu leiteinho, e fez o mesmo com seu marido, enfiou língua com meu leitinho na sua boca.
Falei que tinha gostado, ela prontamente me falou, vc chuparia o kcte do meu marido?   Mal sabia ela que já tínhamos feito isso várias vezes. Ela pediu para eu chupar o ckte do marido, pois ia adorar, ele estava pelado e seu ckte já estava duro, das brincadeiras no meu cuzinho e vendo sua mulher me chupar, estava doido para fazê-lo comecei a mamar seu ckte que ficou mais duro, me dando água na boca, ela falou que depois ele ia me comer, se aceitava, me deliciando com o ckte dele fiz que sim com a cabeça. ela no meu ouvido me disse, faça o que te pedi, depois ele vai deixar você comer o cuzinho dele, você vai ver como é gostoso ter um ckte no cuzinho. Falei: admito que gostei, deixo ele me comer, mas depois eu quero comê-lo, ele vai aceitar (sabia que ele ia querer) mas não podíamos deixar deixar que ela percebesse. Ele protestou,   mas a safadinha delirou com a idéia, dava para ver o brilho em seus olhos. Ela rapidamente foi até meu amigo para convencê-lo, ela
falou para ele: afinal que mal havia em mostrar tudo de bom, mesmo sendo dois homens. Não sei se pela insistência dela, pelo tesão que a situação nos causava ou pelo possibilidade de me comer, meu amigo topou. Não dei oportunidade para que ele mudasse de idéia, abri suas pernas expondo mais ainda seu pau que estava duraço e falei: deixe-me chupar gosto e te fazer gozar, depois você poderá comer meu cuzinho, Deitou a cama eu fiquei entre suas pernas, meio tímido e sem graça. Ele me incentivava dizendo: pega nele, sente ele duro e quente em sua mão, não precisa esconder o jogo, sei que está com vontade e lembre-se, no final, você irá comer um cuzinho virgem (rsrs mal sabia ela). Peguei seu kcte e começei uma leve punheta. Seu pau endureceu mais ainda, se é que era possível de tanto tesão que aquilo me despertou. Sua esposa safadinha nos incentivava falando um monte de putaria para nós.
Fechou os olhos e curtia a sensação, não a de ser punhetado por outra mão, mas de saber que era a mão do seu amigo comedor, ficou um tempinho com os olhos fechados e após curtir a sensação daquela punheta, minha mão apertava seu ckte, deslizando para cima e para baixo, acariciando, então abri os olhos, olhei para ele que me ordenou: agora chupa vai, mas chupa igual a como você gosta de chupem o seu pau, quero gozar bem gostoso em sua boca.
Apesar de rápido, parecia que tudo durava uma eternidade,   dirigi a cabeça na direção do seu kcte, minha boca gulosa se abrindo para engolir a cabeça do seu kcte e o calor da minha boca envolvendo a glande, depois descendo e engolindo até a metade, para então sentir meu pau saindo quase todo da minha boca e voltando a ser engolindo novamente.
Quase não tenho palavras para descrever o prazer que ele sentia, estava muito gostoso, apesar da chupada de ter começado meio tímida e evoluído à medida que eu continuava e passei a me sentia mais a vontade para fazê-lo. Ele incentivava: isto, que chupada gostosa, faz igual você gosta que façam no seu, engole o máximo que conseguir, depois tira da boca e chupa só a cabecinha, assim, como você sabe fazer. Sua esposa safadinha também falava ao ouvido dele: assim, continua e capricha que ele não demora a gozar, faça-o gozar gostoso. Ela logo se pronunciou: Que tesão que está me dando vendo você meninos brincando assim. Ela falava isto e estava ajoelhada pertinho de nós, assistindo de perto a cena e se masturbando de tesão.
fui me soltando e a minha chupada cada vez mais gostosa, mesmo que não ficasse aquela cena por si só era muito prazerosa de se ver, ainda mais de se sentir como era o meu caso. Fui aumentando a intensidade da chupada e já fazia quase como nossa amiga que continuava se masturbando ao nosso lado e nos provocando, falando putarias. Ele me avisou caso eu continuasse daquela forma que iria gozar em pouco tempo, aproveitei para lembrá-lo que ele teria que gozar na minha boca e que eu tinha que engolir todo o seu gozo. Estava usando de toda a minha experiência, sentindo ele gemer de prazer, pois chupava de uma forma muito gostosa, segurando meu pau pela base, para deixá-lo mais exposto, às vezes se dedicando só na glande e depois engolindo seu pau até onde cabia em minha boca. Ele falava para mim: assim, que tesão, que delícia de chupada, como você sabe fazer, vou gozar muito gostoso para você, continua chupando desse jeito que vou gozar, não para, assim que delícia.
Ele não suportando mais aquela seção de prazeres e gozou na minha boca, seu kcte u latejou várias vezes, pois na hora da gozada o ckte fica mais duro e maior   de tanto tesão que ele sentia. Foi um gozo inédito e memorável, meu corpo estava arrepiado, uma onda de prazer percorria meu corpo de cima abaixo e sua mulher me tascou um beijo mais tesudo ainda no momento do seu gozo, me dando ainda mais prazer. Era o paraíso na terra, ele gozava na boca de um cara que era seu amigo e uma gata safada (sua esposa)me beijava deliciosamente bebendo um pouco do leitinho do seu marido.
Quando seu pau parou de latejar finalizando seu gozo, tirei seu kcte da minha boca e engoli toda a sua porra que lá havia sido depositava. Espremi seu pau para tirar o restinho que fica dentro, ainda tinha um pouquinho de leitinho, voltei a lamber de forma bem safada, passando a língua para sorver aquele restinho, como se fosse um sorvete engoli novamente. Sua esposa safadinha não resistiu ao tesão e gozou mais uma vez, masturbando-se e vendo aquela cena. Ela me deu os dedos melados com seu gozo para chupar e deu um beijo na boca do meu amigo. Após beijar-me disse que dava para sentir o gostinho da porra no seu beijo Falou deixe-me comer esse cuzinho agora, estou louquinho por ele, ainda mais que notamos que seu cuzinho está depiladinho e aposto que vc fez uma lavagem no banho. Pediu para eu ficar de 4 e abrisse bem as pernas. Fiz isto e ele pediu ajuda a sua esposa para que separasse minhas nádegas com suas mãos. Com meu cú lá todo exposto, senti o calor da sua respiração e depois o calor e a sensação de umidade da sua língua. Eu esperava por aquilo, pois me excita muito, me arrancando um gemido de prazer. passou a querer me comer com sua língua. A safada da sua esposa tentava abrir ao máximo meu rabo, afim de facilitar sua investida. A sensação que a língua dele causava mexendo, tentando entrar e rodopiando em volta do meu rabo, Só quem já teve o cú chupado sabe do que estou tentando descrever.
Sua esposa safadinha pediu para lamber, pois queria experimentar também. A língua dela era mais fina que a dele, ela também me chupava com mais carinho. Ela rodava a língua em meu rabinho que piscava e me dava tapinhas na bunda. Meu amigo provocava: está gostando não é safadinho, vou acabar com seu cuzinho hoje, vou te fazer gozar e gozar gostoso no fundo do seu rabo.
Após a chupada de sua esposa safadinha, meu amigo lubrificou os dedos, brincou com eles na portinha do meu rabo e começou a metê-los devagar em mim. Quando ele sentia alguma resistência ele parava, às vezes até tirava um pouco de dentro, esperava um tempinho e depois, sem pressa e bem devagar voltava a enfiar os dedos em mim. Aquilo durou uma eternidade até que ele conseguiu empurrar seus dois dedos inteiros para dentro do meu rabo. A sensação e o tesão que aquilo me deu foi demais. Eu estava gostando daquilo, gostando de sentir seus dedos metidos até o fundo dentro de mim e agora paradinhos lá dentro. Ele metia seus dedos em mim, me comendo com eles, eu delirava e estava nas nuvens com o prazer que aquilo provocava.
Meu amigo então sem tirá-los de dentro, parou de metê-los e passou a girá-los no meu rabo, causando uma fricção diferente da causada pela penetração deles, uma deliciosa sensação, ele rodava os dedos dentro do meu rabo, para um lado e para o outro lado, meu cuzinho piscava de tesão e aquilo me arrancou gemidos de prazer. Meu amigo que estava calado até então, me provocou: está gostando seu safado, eu sei que está, seu cuzinho está piscando nos meus dedos e seus gemidos te denunciam, não tenha vergonha de admitir que está gostoso e que você mais.
Sua esposa safadinha que ainda separava minhas nádegas, deitou-se ao meu lado, acariciou minha bunda com a mão, mordeu e lambeu minha orelha dizendo: isto gostosinho, sinta o prazer que eu sinto quando vocês comem minha bunda, daqui a pouco você estará gemendo de prazer com a pica dele metida em seu rabo, me dá um tesão muito grande ver vocês assim e imaginar ele te comendo.
Então ela pediu para me comer com os dedos, igual ao que meu amigo estava fazendo. Como a mão dela era menor que a dele, ele a instruiu para lubrificar e enfiar três dos seus dedos, ao invés dos dois dele que estavam metidos em mim. Apesar de mais finos, três dedos meu cuzinho ardeu, pois três dedos são mais largos que dois, reclamei para ela que aliviou a pressão, ficou tirando e metendo repetidas vezes até que eu consegui acomodar seus três dedos inteiros no fundo do meu rabo.
Ela parou os dedos lá dentro e me disse que aquilo estava deixando-a muito excitada e que ela ia me comer gostoso com os dedos. Daí ela passou a meter e a tirar seus dedos de mim, ela tirava tudo de dentro e voltava a enfiar tudo outra vez, até que estivessem todinhos metidos em mim (parecia minha esposa me comendo com os dedos). Eu suspirava e gemia de tesão, aquilo era uma loucura e me excitava muito.
Meu amigo então nos disse que eu estava pronto para ser enrabado, pediu que ela tirasse seus dedos de mim e isto me fez sentir um vazio por dentro. Ele colocou a camisinha em seu pau que estava duro, passou lubrificante nele, enfiou seus dedos com lubrificante geladinho em meu cú, tirou os dedos de dentro e melou a entradinha. Pediu sua esposa    safadinha que o ajudasse, abrindo minhas nádegas outra vez para ajudá-lo a meter sua pica em mim pela primeira vez.
Ele direcionou seu pau para a porta do meu cú. Senti a cabeça do pau dele pressionando, pedindo passagem, seu corpo pesou um pouco sobre o meu, senti uma forçada mais forte que venceu a resistência inicial do meu cuzinho, que se alargou e recebeu a cabeça do seu pau. A cabeça estava na porta, ela entrou em fiquei um pouco teso, sua esposa percebeu e pediu que meu amigo parasse um pouco, para eu me acostumar. Ele ficou quietinho um tempo e quando sentiu que eu comecei a relaxar, voltou a enfiar seu pau devagar para dentro de mim, ele enfiava devagar e com carinho, aí tirava mais uma pouco e voltava a meter, sem parar, até que o pau dele estivesse inteiro metido em mim.
Quando entrou tudo, nossa amiga parou de separar minhas nádegas, sentou-se na minha frente, com a buceta pertinho da minha boca e me disse que queria ser chupada por mim e gozar na minha boca, vendo minha bunda ser enrabada. Meu amigo deitou-se sobre mim, segurou meus ombros, lambeu minha orelha e me disse: agora seu cuzinho é meu, se prepara para gozar sem tocar no seu pau e para me pedir para comer você mais, vou fazer você se sentir como uma fêmea na ponta da minha pica, eu sei que você irá sentir prazer, não tenha vergonha de gemer.
Falando isto, começou um vai-e-vem cadenciado para dentro e para fora de mim. Estava nas nuvens, só quem já foi comido adora as sensações que estava sentindo. estava me deliciando com a situação e como meu amigo prometeu, estava gostando muito de dar para ele.
Enquanto ele me comia, eu chupava a buceta de sua esposa, que sentada assistia bem de perto ele comer minha bunda e nos provocava falando para meu aimgo: isto, come ele come, mete fundo no rabo dele, que tesão está me dando ver vocês assim, nunca pensei que ver um homem comer o outro pudesse me dar tanto tesão. E falando para mim: tá gostando tá? Chupa minha buceta que vou gozar vendo vocês assim, rebola com o pau dele na sua bunda vai, pede para ele meter em você, está vendo como eu me sinto quando vocês comem meu rabo?
Eu só gemia e concordava com eles, aquilo estava muito gostoso, muito mais do que eu podia jamais imaginar que fosse. Só sabe do estou falando quem já sentiu a mesma sensação. Depois de meter um monte em mim naquela posição, meu amigo falou que me comer dava a ele muito tesão e saiu de dentro de mim, me chamando para ficar de pé, apoiado na escrivaninha que havia no quarto, exatamente como nossa amiga ficou, quando havíamos comido o cuzinho dela. .
Fiquei como ele pediu, ele me pediu que abrisse as pernas e me apoiasse na escrivaninha me inclinando para frente. Então ele se posicionou atrás de mim, pincelou seu pau no meu rego procurando a entrada do meu cú, assim que achou, fez um movimento com a pélvis, no qual seu pau entrou mais da metade para dentro, pois meu cuzinho já estava acostumado a bitola da pica dele.
A próxima metida que ele deu, terminou de cravar seu pau no fundo do meu rabinho. Então ele me segurou pela cintura, meio parecido como eu havia feito com nossa amiga safadinha que a esta altura se masturbava ao nosso lado e começou a meter sem dó, castigando meu rabinho. Agora ele metia com mais força, mais rápido, sempre indo ao fundo do meu cú. Ele me avisou que iria meter assim um tempo, pois isto faria ele gozar. Que eu poderia gozar também, mas que eu não deveria tocar no meu pau, que ele queria que eu gozasse pelo cú.
Ele metia, entrava e saía e provocava falando: que eu era muito gostoso, que ia me comer sempre, que meu cuzinho era quentinho e macio, que seu pau estava entrando muito gostoso em mim, que estava adorando me comer, que ele nunca tinha imaginado que iria me comer e que eu seria tão gostoso, que iria caprichar, pois queria me deixar viciado na pica dele.
Nossa amiga entrou entre meus braços e ficando entre eu e a escrivaninha, de frente para mim, ela voltou a se masturbar, só que agora me beijava junto, com todo o tesão que estava sentindo, de uma forma muito provocante. Não sei explicar, mas a pica dele entrando e saindo do meu rabinho, as provocações de ele me fazia ao pé do ouvido, os beijos que recebia da nossa amiga, tudo aquilo contribuiu para aumentar cada vez mais e mais meu tesão, até que avisei a eles que, daquele jeito eu não resistiria e gozaria em pouquíssimo tempo.
Meu amigo então me falou que era para eu gozar, que ele iria gozar junto comigo, no meu cu, enquanto me comia. Nossa amiga escorregou por entre meus braços e colocou minha pica em sua boca, pois queria beber o meu gozo. Foi a gota d’agua, o calor da boca dela envolvendo meu pau e a fricção da pica dele, para dentro e para fora em meu rabo, fizeram com que eu me contraísse todo e explodisse num gozo maravilhoso e intenso.
Eu estava gozando na boca dela, mas estava gozando de verdade pelo cú, que mordia e piscava na pica do meu amigo, que continuava a entrar e sair de mim, só que agora gozando junto comigo, como ele havia prometido. Com o gozo dele, ele me apertou mais na cintura e entrou e saiu ainda com mais força e rapidez de dentro mim. Sua esposa que chupava meu pau gozando e se masturbava enquanto fazia, também gozou com o tesão que aquilo provocou nela. Gozamos os três, como animais, gemendo e gritando, com nossos corpos suados de prazer, de uma forma que nunca havíamos imaginávamos, afinal, estávamos ali para uma suruba que havia acontecido sem que tivéssemos marcado nada.
Sua esposa   engoliu todo o meu gozo e limpou o meu pau, levantou-se e tascou um beijo na boca do meu amigo que ainda me enrabava, com o gosto na minha porra. Depois pediu que ele saísse de mim, tirou sua camisinha e limpou todo o seu pau também. Voltando a nos beijar e nos dando um pouco dos nossos leitinnos. Deitamos na cama, exaustos, suados, com as respirações ofegantes, mas estávamos felizes e realizados.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


33695 - O casalzinho - Categoria: Gays - Votos: 6
37162 - O casalzinho II - Categoria: Gays - Votos: 2
37163 - O casalznho III - Categoria: Gays - Votos: 1
37164 - eu e minha mulher com 4 negões - Categoria: Gays - Votos: 16
37395 - As policiais - Categoria: Gays - Votos: 2
37396 - Primeira vez na sauna - Categoria: Gays - Votos: 8
42218 - Presente de aniversário - Categoria: Gays - Votos: 0
43325 - Baile a fantasia - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 3
78954 - Férias na praia fazendo troca troca - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 7
80832 - EU E MINHA MULHER NUMA SURUBA - Categoria: Gays - Votos: 5
85792 - DELICIAS EM SÃO FRANCISCO - Categoria: Gays - Votos: 1
88268 - Os primos - Categoria: Gays - Votos: 6
89384 - TEMPORADA NA FAZENDA - Categoria: Gays - Votos: 5

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico rio

Nome do conto:
Eu, meu amigo e esposa

Codigo do conto:
33696

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
11/08/2013

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


porn amador pau 22 cmver imagem porno dA liga da. justica em quadrinhoconto erótico gay com o caminhoneirocontos eroticos encoixada pelo caderanteconto dei o cu no cinemacontos eroticos brexei minha esposa com outrocontos dopei minha esposaconto fogosa mendigolimpando buceta com porra -videosmeu marido usa calcinha conto eróticoPorno em quadrinho queridinho da mãeContos eróticos de incesto ai mamae que chupetinha mais gostosa é essaporno haja cu pra um tamanho.de um caralho desseconto erótico travestiEroticototesaodemulhersexocontos eroticos estourei o cabaco da jessicapornô baladacomo desvirginar uma mulherQuadrinho erotico me apaixonei por um iquelinoconto pau fundo no meu cuzinhoContos eroticos dei a buceta para um.motoqueiromae contos eroticosquadrinho erotico do pequnos e pioscontos eróticos de gays no cinemacontos dormi com irmão acordei molhadinhaContos eróticos gay: o dia que meu cuzinho virou manchete de jornalbanda desenhada em pornofodendo a negra rabudacOntos minha tia mepegou na punhetacontos eróticos viadinho ajudando homem que ta na seca@malandrosnudescontos-comi o czinho apertado da mameconto ero tico com tiode sirgir blog comda sikis indirconto erotico dando pro exconto a pipa do vizinha na minha casa mim fodeu no quibtalcontos eróticos de encoxando coroa no tremConto 12 aninhos e foi penetrada ate o talo pelo vizinhoquandrino herotico de brucosContos erotico hugo e rubiasoquei tudinho no c* da minha noratravesti quadril largo pornosexo com putona de fio dental com argolas na orelhaconto gay irmaos gemendo no pirocao do irmao c fotoconto erotico gay negao dominador escraviza travestiver contos eroticos de putinhas da roça do interior do campocontos eroticos esposa com novinhocontos eroticos coom a negrinha no gang bangfilhaputacontoquadrinho erotico mais picantes de traiçaoConto erotico casal menininha 6irma dormindo peladinha no dwollandcomeno ucu da noraxvidiocomi meu irmao mais novo gayComto eroticos dei pro amigo do meu marido ele fico rindo eu nao aguemtei a pica do caraContos eróticos de tio e subrinhaquadrinhos eroticos velhosmeu compadre tem fantasia herotica cm migo o q devo fazero uber gay conto pau de foracontoeroticoabusocontos eroticos de pro meu cachoroRabudas curvasrelatos de gey dano o cucontos fudida por 2 cavalosquadrinhos porno neta.damo o cu para vogay com cu meladoconto erotico dei em cima do meu alunoporno incesto. Me chantagearo tomei no cú por usar minha calcinha curtacasada fui sem camisinha com um estranho contominha filha me fragor dando pro meu genro contos contos eroticos com pai anãoeu confesso encostou a pelvis puxando pela bundahentai comendo a mae gostosa dormindocontos eroticos coroa estendendo roupahentai errabada metrô lotado quadrinhoscontos descobrindo bissexualidadequadrinhos pornocontosparacornomanso