o gerente queria ser corno



O conto que passo a narrar aconteceu em 2009, para quem não me conhece sou branco, tenho 1:80 de altura, 100 kl,sou investigador de policia em uma cidade no interior de São Paulo e minha característica mais marcante e o bom humor e a discrição. Naquela época eu estava passando por dificuldades financeiras e acabei arrumando um bico em um clube aqui da cidade. Que eu mais 6 policias aos finais de semana e sábado a noite, nos revezávamos para dar segurança aos associados. nesta época conheci o gerente do clube vamos chama-lo de M. Com o tempo e por quase sempre termos que escoltar dinheiro ate a casa de M acabei por conhecer sua esposa vamos chama-la de MINIE. No clube era normal ficarmos na área de piscina onde sempre apareciam aquelas deliciosas mulheres desfilando seus biquínis e claro como ninguém e de ferro dávamos nossas olhadas e numa destas o gerente olhando uma loira comentou o quanto gostava daquilo e dali saiu uma prosa e claro uma amizade. Num final de ano resolvemos fazer uma festinha no rancho que mantenho no Rio Pardo sendo que acabei por convidar M para participar. Na festinha claro varias amigas e tudo virou uma suruba só, e M se divertiu. Depois daquele dia o gerente ficou mais solto, mais companheiro e certa feita quando eu escoltava o malote ate sua casa, ele pediu para que entrasse que queria falar comigo. Entrei sentei no sofá e estava imaginando mil coisas, quando M apareceu com uma lata de cerveja nas mãos e me ofereceu outra. Peguei a cerveja e comecei a bebericar e o cara não se abria, dali a pouca Minie apareceu e colocou uma porção de amendoim pra acompanhar e se retirou foi quando ele meio sem jeito disse. Sabe cara desde que você começou a trabalhar com a gente tenho percebido seu jeito, você e um cara bacana e tudo, depois daquela noite no rancho percebi que você também e confiável e vou te pedir um conselho e espero que você não me leve a mal. De pronto respondi se e problema estamos aqui pra resolver e ele continuou eu sou casado com a Minie há 14 anos, nos não tivemos filhos porque sou estéril. Nossa vida sexual foi intensa hoje beira ao caos. Quando estivemos no rancho eu vi você fuder aquela morena e vou te confessar via você fudendo minha esposa. Na hora me assustei mas me mantive em silencio afinal aprendi que o apressado come cru. Ele continuou, meu sonho e ter um filho mas isto apesar dos tratamentos e impossível então resolvi te pedir pra fazer um filho em minha mulher. Aquelas palavras me deram tesao sim mas também ligaram a luz de alerta afinal se eu aceitasse meu DNA estaria impresso pra vida inteira e por mais que eu goste de sexo aquilo seria uma verdadeira aberração. Gentilmente disse que achava a esposa dele linda mas que não tinha interesse em engravida-la mesmo porque poderia ter graves consequências. Ele baixou os olhos, percebi que se decepcionou e eu sem jeito disse que uma aventura tudo bem, mas que respeitava meu casamento e que não podia ter filho com outra pessoa que não minha esposa. De repente vi seus olhos se iluminarem e ele disse então você topa transar sem fazer filho. Na boa respondi. E vai ficar entre a gente? ele perguntou. Obvio ne respondi ele foi ate a cozinha voltou com outra lata de cerveja e disse Ótimo agora falta convencer a Minie, eu já conversei com ela, ela a principio não quis eu dei uma forcada e ela disse pra eu arrumar então e falar quem e dos nomes que eu dei o seu foi um que ela concordou então agora a noite vou falar com ela e se tudo der certo domingo que vem vamos realizar minha fantasia, mas não se esqueça hem sigilo. Beleza respondi. Ate aquele dia eu francamente não tinha olhado com olhares de desejo para Minie afinal onde se come o pão não se come a carne e assim o dito popular, contudo depois daquela olhei Minie com atenção. Era uma mulher de 40 anos, traços finos, 1:60 de altura cerca de 58 quilos bem discreta, quase serviçal. Tinha uma bunda generosa mas os seios eram pequenos quase do tamanho de uma maca, mas era gostosa. A semana demorou a passar e no sábado a noite fui ate o clube pois tinha um baile e nesta fiquei ate as 4:00 horas. acabou esperei os caixas fecharem e colocarem tudo no malote e um diretor pediu para que eu levasse o malote sozinho ate a casa do gerente. Aceitei a missão e antes de sair liguei no telefone dele e ele ao ouvir minha voz disse que bom que e você aquele assunto de domingo passado deu certo mas hoje não vira porque ta tarde amanha você vem pra ca ???? já emendei um ta combinado desliguei peguei o malote e levei ate sua casa. Ele me atendeu pegou o malote e me deu maiores detalhes dizendo que transaram a semana inteira pensando no domingo e que no dia seguinte eu viesse com vontade e já colocou algumas normas. Ele queria estar presente e ver tudo mas não iria interferir, mas que ela não queria sexo anal, mas queria uma pegada boa com direito a uns tapas na bunda. Missão dada fui pra casa. No domingo trabalhei e no horário combinada lá estava eu em direção a casa do gerente. Claro lá pelas 17:00 hrs fui ate o vestiário e tomei aquele banho, fiz a barba e fiquei de jeito, Chequei na casa de M coloquei o carro para dentro entreguei o malote e ele disse ela esta te esperando no quarto vai lá que eu vou adiantar meu serviço e daqui a pouco to lá. OK . Entrei no quarto e Minie estava com uma camisola transparente branca muito e por baixo uma calcinha de renda tipo fio dental toda maquiada e cheirosa. Eu entrei encostei a porta e fui em sua direção chegando devagar eu disse MINIE você esta linda, ela GOSTOU? adorei, que bom segurei em sua cintura e dando uma cheirada no seu pescoço disse que cheiro bom, e aproveitei para mordiscar seu pescoço. Senti que Minie tremia beijei-lhe os lábios e ficamos naquela namorico acariciava as costas sem pressa curtindo o momento. Ela ofegante não resistiu e segurou por cima da calca meu bruto que naquela hora tava mais duro que rocha. ela abaixou tirou o cinto desceu o zíper e soltou o prisioneiro que apontava em sua direção. Delicadamente ela acariciou com as mãos e ato continuo levou ate sua boca. Com maestria sua língua percorria toda a extensão e terminava na cabeça que era abocanhada. ela ainda vestida ajoelhada em minha frente saboreava meu picolé foi quando percebi que M entrou no quarto e se sentou em um canto e começou a assistir tudo. As palavras naquele momento era inúteis e sentindo o gozo se aproximar a levantei e começamos a nos beijar enquanto eu retirava sua camisola deixando-a apenas de calcinha peguei no colo segurando sua bunda enquanto a beijava. Nossas línguas se procuravam ela arfava. Deitei-a na cama na ponta na cama e do beijo desci para o pescoço com calma, cheguei aos seios onde deslizava a língua em seus aureolo que naquela altura estavam firmes. Desci ate a calcinha onde passei a língua bem nas beiradas. ao se aproximar da virilha senti sua respiração mais forte passei a língua por cima da calcinha ele deu um pequeno grito voltei para virilha e deixei minha língua penetrar pelo lado da calcinha e passar em sua bucetinha encharcada. Com os lábios segurava seu clitóris enquanto que com o dedo vagarosamente adentrava a sua cavidade vaginal. Ela se contorcia. Retirei sua calcinha deixando-a apenas de salto. agora chupava com vontade e senti que ela gozava abundantemente. Virei-a de costas e comecei a beijar sua nuca descendo a língua por suas costas e ao chegar no reguinho fui em direção a sua polpa e dei-lhe uma mordida ela soltou um urro enquanto eu já passava a língua em seu reguinho passando pelo seu buraquinho onde fiz todo o contorno e com calma desci ate a vagina. A Coloquei de quatro de chupava de sua vagina ate seu anus. Ela tremia. Em dado momento ela virou-se e falou você não goza não?? eu já gozei na sua língua umas e vezes e vc nada isto não e possível e já apanhando meu bruto colocou inteiro em sua boca. chupava com vontade. Eu não conseguiria resistir por mais tempo peguei-a pelos cabelos levantei virei-a de costas e empurrei -a na cama. Ela de pe e apoiada na cama percebeu minha intenção e se arrebitou. Coloqui o bruto na porta daquela buceta que naquela altura estava toda babada e meu pau foi sugado. Recebendo rola ela gritava "AI QUE DELICIA" comecei a bombar e ela a rebolar. Vendo aquela bunda dançando no meu pau, aquele cuzinho piscando desferi um tapa na sua bunda dizendo MEXE VADIA VOU TE FODER DE VERDADE, ela FODE FODE ESTA BUCETA ARREGACA ELA VAI. joguei-a na cama, virei-a e coloquei sua pernas em meus ombros e soquei o caralho ate o fim. Ela pedia pica comecei a bombar forte meu gozo se aproximava então tirei o pinto e comece a rocar ele em seu clitóris ela xingava FILHO DA PUTA VOCE TA ME FAZENDO GOZAR NA FRENTE DO MEU MARIDO SEU CACHORRO SEU PUTO AI AI AI. Ouvindo aquilo gozei em sua barriga e ela desfalecida. naquele momento olhei para o lado e pude ver M sentado com as mãos melados e com o pintinho muxo. Ele vendo que eu acabei saiu do quarto e voltou com uma lata de Skol me ofereceu sem dizer nada. Eu abri a latinha e fui ate o banheiro e quando volto encontro M lambendo a barriga e buceta de sua mulher com minha chegada ele tentou disfarçar acredito que com vergonha. EU nada disse. Minie vendo eu beber a cerveja pediu o gole eu cheguei ao lado e lhe passei a latinha e ela deu uma bebericada e já foi pro meu pinto e chupou gostoso ate que ele levantasse. Com ele de pe ela olhou pro marido e disse - VAI PRA SUA CADEIRA QUE EU VOU DAR BEIJO NESTE PAU QUE ME DEU PRAZER. Ela chupava com vontade, ele de pe ela virou de costas e disse COME MINHA BUNDINHA PORQUE MEU MARIDO NAO SABE COMER. Olhei para M ele estava destruído e so assentiu com a cabeça. Ela de quatro encabecei o bruto com calma so na portinha e ela começou a rebolar " ai gostoso assim assim molhadinho ai ai" Eu me segurando quando ela começou a forcar-se para traz ate meu saco encostar em sua buceta. não fiz nenhum movimento esperando pelo resultado ela olhou pro marido e disse " TA FELIZ AGORA, gozei no pau de outro homem dei a bunda pra outro homem vem aqui e fica embaixo que você vai ver meu cu comer pica. Ele obedeceu e deitou-se debaixo de nos e ela começou a remexer vendo aquela bunda pedindo pica soltei um tapao era o que faltava. "isto me faz de puta me bate me puxa os cabelos soca a rola nesta vadia soca com gosto". Eu metia tudo e não demorou muito enchi o buraco da bala de porra e acabado o serviço ela chama o marido e diz "VEM CA CORNO VEM CHUPAR O CU DA VADIA DA SUA ESPOSA VEM " M foi ate la e socou a língua no cu da esposa sorvendo todo meu semem. EU fui na cozinha peguei uma cerveja e quando subi no quarto M comia a bunda de Minie e vendo que a relação do casal estava pra melhor tomei meu banho e fui-me embora. DEpois deste dia varias outras coisas aconteceram mas isto e outra historia.
Abraços e não se esqueçam de votar                        

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario aventura.ctba

aventura.ctba Comentou em 22/05/2015

Nossa amei seu conto meu amigo, que delícia, me deixou com muito tesão. Votado. Quando puder, faça uma visitinha na minha página, sua amiga aqui vai adorar, tenho contos novos postados. Ângela: Casal aventura.ctba

foto perfil usuario boiagost

boiagost Comentou em 06/12/2013

gostoso demais!! Adorei!!

foto perfil usuario ronald43

ronald43 Comentou em 08/11/2013

Sera que vc acabou comendo o corno tbm? Pq parece na historia que ele queria muito isso...

foto perfil usuario cornutto

cornutto Comentou em 16/10/2013

delicia, faz um filho nela...

foto perfil usuario andreferraz

andreferraz Comentou em 14/10/2013

ótimo conto... parabéns!!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


29834 - COMENDO A MULHER DO EMPRESARIO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
30091 - FUI O PRESENTE PARA A ESPOSA DO AMIGO - Categoria: Fantasias - Votos: 11
30114 - ACAO NO BATE PAPO UOL - Categoria: Fetiches - Votos: 1
30138 - minha ex noiva - Categoria: Traição/Corno - Votos: 3
30343 - A POLICIAL FEMININA - Categoria: Fantasias - Votos: 5
31332 - NOIVA CRENTE E O INVESTIGADOR - Categoria: Fantasias - Votos: 7
31513 - churrasco/musica sertaneja e a mulher do anfitriao - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
33866 - A COROA EVANGELICA - Categoria: Coroas - Votos: 27
34669 - ADVOGADA VIUVA - Categoria: Coroas - Votos: 6
35357 - O ESCRIVAO ERA BICHA E VIROU CORNO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
35525 - A enteada do meu irmao - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
35653 - O CORNO VALENTE - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
36227 - NO CELULAR UM ENGANO- UMA DELICIOSA NOITE - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
37220 - A DONA DO SALAO DE CABELEREIRO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4
37892 - o doce sabor da viganca - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
38237 - A ARTE DA FUGA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 2
44584 - A RECEPCIONISTA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4
44980 - UMA ESCALA EXTRA- UMA NOITE MARAVILHOSA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 2
64218 - PELAS VIZINHANCAS - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
66501 - fui seduzido no trabalho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico umcaradeacao

Nome do conto:
o gerente queria ser corno

Codigo do conto:
36683

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
11/10/2013

Quant.de Votos:
7

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico comi duas lactantesContos eriticos papai me molestocontoerotico fudida pelo marido e sogro"feita pra mamar" contopriminha da bunda empinada contos eroticosconto amigo heteroContos erotico engravidei do paiporno gay com nsgao xvideo arregouquadrinhos pronoconto erotico-so durmo com uma pica no cuConto erotico vendo a bucetinha primacontos eroticos o cusinho da minha irma dinhacontos eroticos capataz safadoporno quadrinhos putaConto erotico de gravidacontos banheiro gaymulher bududa bucetona fudenopunheta gordoMeu marido fudendo com a comadre na minha frente conto eroticoconto porno meu irmao fica olhando minha calcinhacontos eroticos depois de ganhar a posta amarrei minhas duas primas e fui tirando toda as roupas delas ate ver as bucetinhassexo e traição contosContos erótico o cu da mamãeconto erotico sadico forte e cruelSexo enfurecido, loucamente estrupei gostoso fudi sem dó contos eroticas professora e alunowww conto erotico gay de irmao com irmao com brcontos eróticos de brigas e reconciliaçãocontos reais de mães meu filho me comeufudendo ate caga menino do pap grande hetai quadrinho eroricoconto de rasgei o cuzinho da minha irmã novinhaminha mulher tranzando com homens de pau bem grossoconto erótico noracontos me comeram mas não sou gaycontos irma mais velha visiada no meu pauconto erotico estupro em trenzinho a tresconto erotico eu e meu amigo comeu uma desconhecidacontos negao tarado xavecando casada difícilcontos eroticos me entreguei como puta ao inimigo d meu marido pauzudopes da mãe do amigo contobucet dese 17contos eróticos sobrinha senta no colo do tio e fica exitadacontos fode minha mãe ela dormidonovinhos punheteiro contos eróticos picanteporno fotonovelacontomulher do caseiro btoxaOs carreteiros gay peludoscontos eroticos vizinha crente kkkkdoce nanda contos eroticosaureolasgrandesenegrasconto erotico cunhado viajou come minha irmãconto erotico marido viado e submissoconto erotico meu chefe comeu meu cuCONTOS EROTICOS SOU UM CORNO PASSIVOconto erotico com concunhadoconto erotico filha de empresario ajudano mendigocontos eroticos me mastubo brechando minha vizinhaasobrinha contoos pedrero me comeu e minha amiga contocontos carona magrinhaconto erotico cheio de tesaoso coroas do bucetaoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas deliciaocontos eroticos sou enfermeira casadaconto erotico fazia tudoque meu tio mandavaContos eróticos chwpa bocetaconto minha esposahentai brancadecontos erótico pai enrabou filinho gaycontos papai descobriu que sou boqueteirabundinha redondinha levando vara do maninhofotos d mulheres so d calcinha box cm a buceta inchadaporno quadrinho de novinha fudendo com pedreirocdzinha com casalzooxxxvideoswww.contos bebada virei puta na casa da amigaconto minha primeira chupada