Ninfeta Universitaria I



Sábado à tarde entrei em uma sala da bate papo para teclar na categoria entre 40 a 50 anos e não demorou muito para que alguém com o nick name de Mariana me convidasse para teclar. Mariana, tinha vinte anos, residia em um bairro próximo ao meu. Estava cursando o Segundo ano de psicologia. Perguntei-lhe o motivo pelo qual estava em uma sala exclusiva para pessoas na faixa dos 40 anos, e, com muita naturalidade, disse-me que se sentia atraída por homens maduros. Então lhe perguntei se já havia tido alguma experiência com alguém nessa faixa de idade. Ela disse que sim, e acrescentou que por prazer e por necessidade. Prazer por ser uma jovem ninfeta, que foi iniciada muito cedo no mundo da sexo e desde então adora todas as formas mais variadas de transar com homens e mulheres mais experientes, desde que aceitem as suas condições: assumir uma das mensalidades da faculdade que esta cursando. Achei interessante e disse que se houver empatia entre nós, eu poderia não só assumir uma mensalidade, mas, quem sabe todas as mensalidades que estavam faltando até o final do ano letivo. Proposta aceita e passamos a teclar com a web cam ligada.
Ao vê-la do outro lado da tela, custou-me acreditar que era verdade. Fiquei encantado com a beleza e formosura. Seu jeitinho meigo e carinhoso de uma adolescente sedutora me fez lembrar a semelhança com a cantora Anita. Era morena clara, super gostosa. Tinha 1,65 de altura, 65 quilos, cabelos longos e pretos, olhos grandes e esverdeados, boca carnuda com um leve batom vermelho nos lábios, seios pequenos e empinadinhos tipo rampa de skate ou banana com aquela envergadura para cima na pontinha, que caberia certinho em minha boca, e como estava usando um molentom percebi também as coxas roliças, bundinha redondinha, tipo tanajura e o melhor de tudo, o formato de uma xaninha gordinha. Juro que fiquei de pau duro na hora olhando aquela ninfetinha do outro lado da tela se exibindo. Por outro lado, após me apresentar e me ver também do outro lado do vídeo, ainda que estivesse usando uma bermuda e uma camiseta regata, ela disse ter gostado de mim e que poderia sim rolar algo entre nós e que só dependeria eu marcar o dia, hora e local para nos conhecer pessoalmente.
Naquela tarde ficamos só papeando e sondando o terreno em que estávamos pisando ainda que de forma bem comportada, sem nada de sacanagem, pois ela estava de saída, mas me deixou contato telefônico e pelo skype me enviou arquivos com fotos em poses sensuais e uma linda e excitante história sobre a sua iniciação sexual, história essa que passo a contar agora, e em outra oportunidade contarei sobre o primeiro de muitos encontros que tivemos durante três meses.
Mariana começou a sua iniciação sexual aos 12 anos, ouvindo os gemidos da mãe e do padrasto transando. No inicio chegou até a se assustar quando pela primeira vez viu através da porta semiaberta, a mãe nua, com os seios a mostra balançando, gemendo e chorando, tendo o padrasto também nu por trás fazendo gestos com os quadris em um vai e vem alucinado como se estivesse socando alguma coisa na bunda dela, ora fungando no seu pescoço, ora puxando seus cabelos, dando lhe tapas na bunda, xingando-a de vagabunda, cachorra, puta sem vergonha. Com medo do que via, e inocente sem saber do que se tratava, chegou a pensar que o padrasto estava brigando com a mãe, castigando-a por alguma coisa que ela fez.
Todas as noites era a mesma coisa e em uma delas presenciou a mãe chupando o pau do padrasto, que estava deitado de costas com os olhos fechados. O pau enorme, grosso e duro era lambido com voracidade como se fosse um picolé, ora tendo as bolas do saco dentro da boca, ora sendo lambido, até que ele soltou uns gemidos esticando-se todo como se estivesse tendo um ataque epiléptico e viu saltar jatos de um líquido branco da cabeça do pau, enquanto a mãe, mulher humilde, mas em se falando de sexo tão puta como uma dama da sociedade, bebia aquele leite branco, limpando-o com a língua toda a sua extensão.
Não sabia por que, mas percebia que a mãe gostava de fazer aquilo. Certa vez, começou a sentir uma sensação diferente e a tremer as perninhas como vara verde e a bucetinha coçava e piscava, ensopando a calcinha quando instintivamente levou a mãozinha até ela, melecando-se com uma gosminha branca dando-lhe uma sensação de prazer indescritível, desequilibrando-se um pouco esbarrou-se na porta que se abriu chamando a atenção do padrasto que instintivamente olhou em direção a porta tendo a nítida sensação de que estava sendo observado.   
Depois desse flagra procurou ser mais discreta, o padrasto, porém, homem safado e experiente e com segundas intenções, começou deixar material pornográfico em lugares estratégicos no quarto da enteada e no computador. A estratégica deu certo. Certo dia, após ligar o computador para fazer um trabalho escolar, Mariana encontrou pequenos filmes pornográficos. Ao ver um deles teve uma sensação completamente nova que invadiu o seu corpinho de adolescente ao ver uma menina da mesma idade que a sua se masturbando com uma escova de cabelo sendo introduzida em sua vagina: “nua de frente para o espelho, a menina olhava demoradamente para si mesma, tocando e apertando seus seios pequenos e redondinhos. Seus mamilos estavam durinhos, brincou com eles e em seguida se ajoelhou de pernas abertas e bem devagar começou a mexer no grelinho, depois, pegou a escova respirou fundo, e penetrou o cabo em sua bucetinha bem devagar no inicio, fazendo caretas e bocas, gemendo e dizendo com a boca semisserrada... aiaiaiii, aiiii, uuuiiiii, deliciaaaaa... isso é muito bom.....e depois em um vai e vem frenético, como o padrasto fazia com a sua mãe, gritava mais alto dizendo.... asssim, assimmm, vaiiiii... não para, naooaraaaaaaa, aiiii, deliciaaaaaaaaaaaaaaaa...aiiiii meu Deus o que isso.....uuuuuiiiii, deliciaaaaaaaaaaa.... e caiu deitada no chão do banheiro ficando desfalecida por alguns minutos. Ao levantar-se dava até para perceber que a sua bucetinha estava inchada e vermelha, não demorou muito, abriu o chuveiro, deixou a água tocar seu corpo, estava tonta de tesão…e depois de relaxar um pouco, se levantou, se enxugou, vestiu a roupa e saiu”.
Ao ver o vídeo teve vontade de fazer o mesmo. Trancou-se no banheiro e despiu-se completamente. Sentada sobre o vaso sanitário, abriu as perninhas o máximo que pode e começou a tocar a sua bucentinha com a mão fazendo com que despertasse algo novo que jamais havia sentido. Percebeu que a sua bucetinha estava molhada, toda lambuzada com um líquido viscoso. Resolveu sentir o cheiro e levou então o seu dedo ao nariz, aquilo aguçou ainda mais o que estava sentindo e quis provar o sabor. Ao sentir o seu próprio gosto decidiu continuar acariciando o seu pequeno botãozinho. O dedo deslizava em movimentos de vai-e-vem, e logo percebeu que aquele liquido era para que o seu dedo deslizasse sem problema e continuou as caricias aumentando a velocidade fazendo que ficasse com muito tesão, embora nem soubesse o que era isso. Sentia medo, não sabia que o que estava fazendo era certo, se era normal, mas continuou imitando a menina do vídeo e cada vez com mais intensidade, de repente ficou incontrolável, seu dedo deslizava com muita naturalidade e uma sensação inundou o seu corpo, e seus primeiros gemidinhos saíram de sua boquinha: “ai, ai, ai, aaaai, uuuuuiiii, deliciaaaaaa....nosssaaaa....isssso e muuuuuiito bom. aaiiiiiii...” O mesmo gemido que ouvia de sua mãe quando transava com o seu padrasto e o mesmo gemido que a menina do vídeo fazia ela também fazia igualzinho, até esticar-se todinha e revirar os olhinhos de muito tesao. Era o seu primeiro orgasmo aos 12 anos de idade. Que sensação maravilhosa. Sentiu um profundo relaxamento. Deslizou mais uma vez o seu dedinho sobre o seu botãozinho e levou-o a boca, querendo sugar todo o seu néctar, e foi o que fez... Desse dia em diante, encontrou muitos outros materiais pornográficos no computador como, imagens de homens mais velhos com meninas mais novas, contos eróticos de incestos e vídeos, muitos vídeos deixado propositalmente pelo padrasto e passou a se masturbar todas as tardes na hora do banho. Nessas horas fechava os olhinhos, mordia os lábios, imaginando que era aquilo que a mãe sentia ao fazer aquelas coisas esquisitas com o padrasto e com esses pensamentos caia extasiada de sono e cansaço desejando um dia estar no lugar da mãe.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


72202 - Esposa mau comida - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
72203 - Duas amigas no banheiro do Shop - Categoria: Lésbicas - Votos: 13
72585 - INICIANDO A FILHA A PEDIDO DA MAE – I PARTE - Categoria: Virgens - Votos: 12
72747 - Que fazer se você é mal-amada no casamento? - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4
72825 - Da sala de bate papo para o.... - Categoria: Traição/Corno - Votos: 3
73282 - Sexo na Cachoeira - Categoria: Heterosexual - Votos: 0
73490 - INICIANDO A FILHA A PEDIDO DA MAE – II PARTE - Categoria: Virgens - Votos: 16
73859 - Natalia, Reforma da Casa de Praia - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
73958 - Coroa trando com uma novinha na praia. - Categoria: Virgens - Votos: 10
74085 - Professoras safadinhas - Categoria: Lésbicas - Votos: 6
74464 - Tudo começou no curso de depilação - Categoria: Lésbicas - Votos: 7
74914 - Papai Me Comeu (incesto) - Categoria: Incesto - Votos: 22
75076 - Lucia e os técnicos de manutenção - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
75175 - Deu para três homens - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
75870 - Lena, recepcionista da Dentista. - Categoria: Virgens - Votos: 13
77409 - Troca de casais na praia - Categoria: Fantasias - Votos: 2
81431 - No sítio do vovô - Categoria: Virgens - Votos: 6
123203 - Comparando o Tamanho dos Paus - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
123222 - Marido Voyer - Categoria: Fantasias - Votos: 1
123718 - Deu para o patrão - Categoria: Virgens - Votos: 10

Ficha do conto

Foto Perfil trutao
mundosex1

Nome do conto:
Ninfeta Universitaria I

Codigo do conto:
41343

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
16/01/2014

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos eroticos trabalho cuzinhocasada e afilhado corno viajando contoscontos eróticos de policial femininaXVídeos irmao estrupardo airmar na maldandeconto erótico aposta mãecontos eroticosamigo come garoto novinho dormindoconto erotico minha namorada dançando forro com meu tioxvideos jovem e velhoConto erotico de ménina 12 mostrando a bucetinhaContos eroticos gays cuecasgay chupando casado contocontos gay brendonconto erótico praia saradoscontos eroticos pai e amigo com um pau de 27cm fode filha rabudaContos eroticos filho de sunga pausudo grosso cabesudo quero ver cabacinnha gemer de tesaosendocontos porno gay perdendo as pregas pro lixeiroquadrinho pornô senhoraMinha amiga chupou minha buceta e agora?conto pai fode a filha enfrente a mae[email protected]meu sogro contoContos erotico cinemão padrasto.mete.na.mae e filhasexo conto erotico socando bombando bucetaContos eroticos o ladrao quiz boquetecontos picantes de incesto a força com a sobrinha gratisdei minha bucetinha menor na virada do ano contosdominado a forca conto gayconto sexo mão amigacontos eroticos coletania traiçaoconto erotico nora grávida no matoEu e minha mae gorda conto eroticoconto erotico na casa de repousocuadrinho erotico caique o pedreroporno conto erotico esposa bondosa e os negroscontos vovóeróticosfilha novinha do dono da fazenda olhando cavalo de pau duro no curraoEnteada se apaixona pelo pau peludo do pai contoeroricorelatos eroticos ate que enfimContos minha esposa com muitos negrosPauzudo mijandoconto erotico gravidapapai fode a filiha ate goza na bucetinha delapai adimirando o bucetao carnudo ixado da filha dormindocontos pezinhosSEXOS. BEM ERODICOMinha mulher me fez de cornoce1 14 a grande viagemContos Eroticos Comi a Namorada do Meu Amigocontos eroticos com bem dotados fudendo sogracontos eroticos estrupada bebada senti prazerconto erotico empalado aposta biadoro o leite deles contodwi munha bucetinha virgem para meu padrasto contosmamei na minha vizinha enquanto ela amamentava a filha conto eróticoconto erótico o caminhoneiro me fudeu todinhacontos eroticos gays de menino na favelaquadradimhos erotico kelli jenybuceta na gileteconto erótico em imagens comendo a secretáriaconto erotico bisex 2017 curitibaconto erotico novinho e o coroa calcinha gayvídeo ecítantecontos eróticos a calcinha da primaContos menages esposas safadasgatas de chotinho fudenoConto pai lambendo xoxotaquadradinho exotico fodendo a cona da filha incestoFinalmente,comi a rabuda.conto eróticohetero sendo penetrado contowww.contoerotico.com/coroa gostosairmao.coloca a irma de juelho para foder a sua buceta virge e ela chora e grita de dorestoria do rapaz bate ponhetacontos gay travestis seduxiu e chantageou deois.comConto erotico novinha grita na pica do cavalocontos incestos com virgensMinha vizinha deu a buceta prame no amazona 2019 conto conto erótico sobrinho comedo tia viúvaencoxatris .sexocontos eróticos de mulheres cagando no pauconto erotico em quadrinho encostando no onibusconto caminhoneiro sexosecretaria conto eróticocontoeroticopresatranzando com o tio enquando a maé fas o almoço conto eroticoConto casada atacada pelo pedreirocontos eroticos mae transa com filho com concitimento dosexo hq minha mae e minha cachorranamorada traicao submisso conto eroticocontos em quadrinho herotico.filho do visinhofoto de cacete18contos eroticos casal em lua de meu com amigocomendo a tgata linda conti erotico