Papaku - Não comi o pai, mas comi o filho



Se houve um cu que eu quis comer e não consegui foi do Vladimir. Estudamos juntos, moramos no mesmo bairro, mas o cara nunca me deu uma brecha. Viramos grandes amigos, mas o cara não dava espaço para uma entrada. Os pontos forte do puto sempre foram as pernas e a bunda, perfeitas, lisinhas, sem um pelo. Alguns mais sacanas o apelidaram de "Claudia", pois ele tinha as pernas mais perfeitas que uma certa atriz muito famosa. Quando ele colocava um short aquela bunda parecia me chamar. Devo ter batido milhares de punhetas pensando naquele rabo lindo.

Vladimir acabou casando, com uma vizinha chamada Sônia - que eu já tinha comido - e teve um filho, o Eduardo.

O garoto, ao chegar a maioridade tinha virado uma cópia idêntica do pai. A mesma bunda, as mesmas pernas, a mesma carinha imberbe de puta safada.

Quando ganhou do pai seu primeiro carrinho, Eduardo desfilava pelo bairro, cheio de orgulho. Ver o safado lavando o carro na rua era um tesão. Só de short, molhado, mostrava aquele corpo carnudinho - sem ser gordo -, os mamilos rosados, salientes, sem um único pelo no corpo. Ele tinha virado uma cópia mais jovem do pai. Tesão puro, que fazia o Papaku pular na calça. Tudo que eu queria era uma chance. E ela veio.

Numa noite quente, eu voltava pra casa, quando um carro pára perto de mim e ouço uma voz gostosa, de moleque safado:

- Aceita uma carona, Beto?

Era o Eduardinho!

- Opa, claro que aceito! Mas só se a gente parar para tomar uma cerveja antes!

Paramos num bar perto de casa, com mesas na calçada. Só de pensar que podia rolar alguma coisa, meu pau já estava quase rasgando a cueca.

A conversa fluía gostosa, o Eduardinho tomando uma breja atrás da outra. Até que ele, meio alegre já, perguntou, na lata:

- Beto, meu pai falou umas coisas a seu respeito...

- Ah, é? Falou o quê?

- Meu pai falou pra eu tomar cuidado com você. Disse que você gosta de comer bunda de homem.

Eu quase engasguei com a cerveja. Já que o puto estava entrando nesse assunto, era sinal que estava curioso. Achei que já era era hora de botar as cartas na mesa:

- Seu pai não mentiu pra você. Eu gosto de foder homem, e de vez em quando uma bucetinha também. Sua mãe, por exemplo, foi uma que eu já comi.

Ele ficou petrificado com a revelação, não sabia o que dizer. Resolvi ir mais longe:

- E já que eu estou falando nisso, saiba que a grande frustração da minha vida foi não ter comido a bundinha gostosa do seu pai. Rapaz, quantas punhetas eu toquei pensando que meu cacete tava entrando na rosquinha do seu pai! Pena que ele é muito careta. Quando ele tinha sua idade, era igualzinho a você. Tinhas essas mesmas pernas gostosas, e essa bunda linda que você tem.

- Poxa, Beto... assim eu fico sem graça.

Faltava o golpe final.

- Mas e você, Eduardinho? Gosta de uma pica nessa bunda, não gosta?

Já amolecido pelo álcool, ele deu um sorriso, titubeou, gaguejou, mas finalmente se soltou:

- Já... eu gosto de homem. Gosto de dar a bunda.

- Eu sei, seu putinho safado... você já me parou na rua porque tá com vontade de rola nessa bunda. Paga a conta, minha pernuda safada. Vamos pro motel agora, pra dar um trato nessa rosca!

Ele pagou a conta e fomos pro carro. Eu fui dirigindo, pois ele já estava sem condição. No caminho ele botou a mão na minha rola, por cima da calça, enquanto eu dirigia.

- Puta merda, Beto! Que coisa enorme tem aqui... nem acredito que essa tora vai ser minha!

Geralmente quando eu entro no quarto do motel já ataco sem dó minha presa. Mas dessa vez foi ele que me atacou. A garoto parecia possuído! Me deu um beijo molhado, babado, desesperado. Puxou meu corpo contra o dele, com se quisesse se fundir ao meu corpo.

- Porra, Beto! To pegando fogo! Fiquei com tesão de saber que você comeu minha mãe e queria comer meu pai! To me sentindo uma puta louca!

- Pois a partir de agora, você só me chama de Papaku. O Papaku vai te arrombar inteiro, sua piranha! Vou fazer com você tudo que eu não fiz com seu pai!

Joguei o Eduardinho na cama, e arranquei nossas roupas. Eu tinha pressa de devorar aquele corpo. Quando tirei a sua cueca, vi uma das bundas mais maravilhosas da minha vida. Muita mulher queria ter aquele rabo.

Lancei-me num banho de língua caprichado. Fui lambendo cada centímetro daquele corpinho. O safado gemia, já transformado em fêmea servil ao seu macho.

- Aiiiii, que língua gostosa! Lambe tua putinha, lambe!

Dediquei atenção especial àqueles mamilos rosados, salientes, iguais aos do pai.

- Mama, meu negrão! Mama no peitinho do teu garoto! Mama.... ahhhhhh!

Eu ainda estava de cueca. Tirei-a e o Papaku saltou, como uma mola, duro, já escorrendo a babinha da ponta. Eduardinho fez uma cara de putinha sapeca.

- Meu Deus! Que pau! Nunca tive um que fosse nem a metade!

- Pois saiba que a tua mãe mamou muito nesse cacete! Será que o filhinho querido dela sabe fazer uma gulosa bem caprichada?

Nem deu tempo de terminar a frase. Minha nova vadia se atirou ao caralho, desesperadamente. Escancarava a boquinha para engolir o máximo possível de pica. Ele já tinha experiência na arte, fazia com gosto, saboreava, batia com a pica na cara, passava a língua por toda a extensão. Esforçava-se para engolir os culhões, um de cada vez.

- Isso que é macho! Olha o tamanho desses bagos! Pica de jumento! To delirando de tesão, Papaku! Quero esse caralho me rasgando todo! Duvido que meu pai aguentasse essa tora, mas eu aguento! Ah, se aguento!

Quando ele disse, o puxei e dei outro beijaço babado naquela boquinha lisinha. Apertei a bunda dele, com vontade. Rabo carnudo, feito para ser degustado por um macho fodedor.

- Tu vai aguentar minha trolha nesse cuzinho, vai? - perguntei, passando de leve o dedo no anelzinho.

- Aguento! Aguento porque nasci pra isso. Vara é a coisa mais gostosa do mundo! E uma dessas então, vai me fazer ficar louco. Você tá esperando o que pra me comer, meu macho? Quer que eu implore? Em imploro: Me fode! Me penetra! Imagina que você tá comendo o meu pai quando ele era mais novo! Vem, me estupra!

Botei aquela bunda maravilhosa empinada. Lisinha - aliás, o Eduardinho só tinha alguns pelos acima do cacete, de resto era mais liso que qualquer mulher - carnuda, pedindo uma linguada. Assim que enfiei a língua na olhota, o puto abandonou o último resto de dignidade que ainda tinha e começou a rebolar, gemer fino, virando uma cadela completa submissa.

- Ai, caralho! Nunca levei tamanha linguada! Ahhhhhhh Uhhhhhhh! Você tá me penetrando com a língua, seu tarado!

- Teu cu é bom demais! Cuzinho cheiroso de puta safada! Hummmmm

Dava pra sentir o gosto do reto, o anelzinho de carne se fechando, como se quisesse puxar a língua pra dentro de si. Eu apertava e abria aquelas nádegas branquinhas.

- Quer pica no cu, quer veadinho safado?

- Claro que eu quero, porra! Sempre quis dar pra você! Quero sentir essa vara me rasgando por dentro... vem, meu homem! To apaixonada por você!

Mandei que ele ficasse na posição de franguinho. Ele se arreganhou todo, fazendo uma cara de ordinária como poucas vezes eu vi na minha vida.

- Vem! Me possui!

Encostei a ponta do caralho no anelzinho. O Papaku estava tão babado que não foi nem preciso dar a cuspida de praxe.

A penetração começou, suave. O anel de carne, as vezes se contraía com medo, para logo depois se abrir, receptivo ao caralho que sempre desejou.

- Ahhhhh que rola grossa! Tá me rasgando, Papaku! Mas não pára! Vem! Enfia mais! Aiiiiii tá entrando, porra!

A cena era linda. Eduardinho sentia dor, mas a vontade de dar era maior ainda. Meio caralho já estava dentro daquele cuzinho úmido, quente, que parecia deixar o Papaku em brasa. Me joguei pra cima dele, e o beijei. Minhas mãos apertavam aquelas tetinhas lindas.

- Ainda tem meia rola pra fora. Quer a pica toda no rabo, quer?

- Quero! Quero sentir essa pica chegando no intestino... Mete tudo, mete! Enfia até as bolas, meu homem! Pensa que você tá comendo meu velho... pensa no quanto você desejou o cuzinho do meu pai e mete tudo!

Empurrei o que faltava da anaconda, batendo bem no fundo daquele cu, que parecia pegar fogo. Ele deu um gemido, na verdade um urro de tesão.

- Ahhhhhhhhhhhhhh, caralho! Tá me rasgando!

Puxei-o pela nuca, e nos fundimos num beijo apaixonado. Eu já bombava rápido, sentindo o leite cozinhando no meu saco. Era tesão demais!

- Teu cu já virou uma bucetinha, minha safada! Que rabo gostoso!

- Então fode, essa bucetinha, meu macho! Como é gostoso sentir essa carne dura no meu cu! Fode! Enfia! Enfiaaaaaa!

Ele me agarrava e me puxava contra seu corpo. Os beijos ficavam mais furiosos. Trepávamos num papai-mamãe delicioso, minha tora atolada até o último centímetro.

- Valeu a pena esperar! Não comi o pai, mas comi o filho! Ahhhhh que tesão! Rebola na pica, rebola, sua puta!

Eduardinho estava louco, quase desmaiando. Percebi que ele ia gozar, sem tocar na sua pica!

- Aiiiii, mete! Mete tudo! Me estupra, me arromba! Me arromba! Ahhhhh vou gozar! Vou gozarrrrrrrr!

Do seu cacete voaram jatos de leitinho branco, que ficaram entre nós dois, misturados ao nosso suor. Era tesão demais! Eu senti que não podia mais segurar.

- Quer leitinho do teu macho, quer?

- Quero! Quero muito! Nunca gozaram dentro do meu cuzinho! Quero sentir teu leite me inundando!

- Tua mãe adorava quando eu gozava na bucetinha dela. Ela é outra puta igual ao filho!

- Então goza, meu negão! Goza na minha bucetinha igual você gozava na minha mãe! Me dá leitinho! Quero leite!

Apertei os peitinhos do meu safado! Senti aquela quentura que vem do cu até a cabeça da pica e jorrei, como poucas vezes jorrei num cu.

- Ahhhhhh vou gozar! Vou gozar na tua bucetinha, Eduardinho! AHHHHHHHHHHHHH gozeiiiiiiii!

Senti que o cu estava lotado de porra quente! Edu me beijou, apaixonadamente!

- Que loucura! Como é bom! Ahhhhhh to quase desmaiando de tesão.... me beija, meu homem!

Ficamos um tempão com nossas línguas se devorando. Quando pica amoleceu e saiu de dentro do rabo, um rio de esperma vazou, molhando a cama.

- Beto... nunca pensei que pudesse sentir tanto prazer...

- Tu é gostoso demais, seu veadinho...

Eduardinho acabou adormecendo no meu peito. A foda foi tão incrível que ficamos "namorando" uns meses. Nesse tempo ele se mostrou capaz de qualquer coisa para agradar seu homem. Outras aventuras com ele serão contadas aqui.

Mas isso fica para os próximos contos.

Beijos no cuzinho de todos!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario corujagato

corujagato Comentou em 29/02/2016

AH PAPAKU... VEM PAPAR MEU CU MACHO DELICIOSO...QUERO SEU PICAO POR TODOS OS BURACOS... VEM DESCABAÇAR MEU RABINHO E FAZER UMA CUCETINHA NA FORMA DO TEU PICAO...

foto perfil usuario jeovanerosa

jeovanerosa Comentou em 12/08/2015

Adoro seus contos, só acho engraçado que vocÊ usa umas frases repetidas sempre nos contos, exemplo "jorrei, como poucas vezes jorrei num cu"

foto perfil usuario carenteuai

carenteuai Comentou em 19/03/2015

Conto muito gostoso. heheh

foto perfil usuario bhpassv

bhpassv Comentou em 27/02/2015

é muito gostoso ver esses garotos virarem vadias na sua mão papaku, você é maravilhoso

foto perfil usuario rodrigoalemao

rodrigoalemao Comentou em 20/02/2015

delicia de Papaku

foto perfil usuario lucci

lucci Comentou em 20/02/2015

Que inveja desse eduardinho adoraria está no lugar dele meu cuzinho é mais gostoso e guloso do que o dele beijos da sua bibinha meu garanhão.

foto perfil usuario lucci

lucci Comentou em 20/02/2015

Que inveja do Eduardinho adoraria está no lugar dele meu cuzinho é mais gostoso do que o dele e gosta mais de rola do que a dele beijos da sua bibinha meu garanhão.

foto perfil usuario rohen

rohen Comentou em 19/02/2015

Dlç cara!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


55437 - Papaku - Descabaçando o missionário evangélico - Categoria: Gays - Votos: 56
55542 - Papaku - O padre gostoso levou leite no cu - Categoria: Gays - Votos: 33
55544 - Papaku - Pai e filho dividindo um caralho - Categoria: Gays - Votos: 44
55585 - Papaku - Arrombei o casado na presença da esposa - Categoria: Gays - Votos: 47
55647 - Papaku - O nerd virgem levou leite e mijo no rabo - Categoria: Gays - Votos: 23
55738 - Papaku - Ator cheirador arrombado no banheiro - Categoria: Gays - Votos: 17
55785 - Papaku - Descabaçamento coletivo de evangélicos - Categoria: Gays - Votos: 19
55848 - Papaku - Meu sobrinho quis sentir no rabinho - Categoria: Gays - Votos: 37
55852 - Papaku - O marido foi comido e humilhado - Categoria: Gays - Votos: 19
55924 - Papaku - O enteado bundudo (Sexo em família) - Categoria: Gays - Votos: 18
55926 - Papaku - O pastor deu o cu no meio da igreja - Categoria: Gays - Votos: 11
56045 - Papaku - Jornalista xereta rebolou no meu caralho - Categoria: Gays - Votos: 14
56047 - Papaku - O sobrinho mais novo também quis pica. - Categoria: Gays - Votos: 26
56137 - Papaku - Putaria no cinemão gay - Categoria: Gays - Votos: 13
56175 - Papaku - Incesto gay (Pai e filho se comendo) - Categoria: Gays - Votos: 17
56323 - Papaku - Deliciosas putarias no Carnaval - Categoria: Gays - Votos: 10
56491 - Papaku - Skatista novinho deu no banheirão - Categoria: Gays - Votos: 20
56756 - Papaku - Enrustido descabaçado nos chuveiros - Categoria: Gays - Votos: 14
56864 - Papaku - Os dois sobrinhos juntos (incesto gay) - Categoria: Gays - Votos: 13
56968 - Papaku - Um PM puto e depravado - Categoria: Gays - Votos: 21
57024 - Papaku - Novinhos flagrados no troca-troca - Categoria: Gays - Votos: 25
57186 - Papaku - O pai de família virou puta na sauna. - Categoria: Gays - Votos: 18
57479 - Papaku - Na festa de casamento, o noivo foi fodido - Categoria: Gays - Votos: 20
57746 - Papaku - Estourei as pregas do caipira inocente. - Categoria: Gays - Votos: 19
57750 - Papaku - Dando leite no cu do gaúcho machão - Categoria: Gays - Votos: 14
57924 - Papaku - Um urso gordo e bundudo com tesão no cu - Categoria: Gays - Votos: 22
57929 - Papaku - Arrombei o alemão na Copa do Sexo - Categoria: Gays - Votos: 12
58473 - Papaku - Um novinho descobrindo o prazer de dar - Categoria: Gays - Votos: 22
58794 - Papaku - Saradão, musculoso... e arrombado! - Categoria: Gays - Votos: 18
59131 - Papaku - Louca fantasia de um casado de calcinha - Categoria: Gays - Votos: 16
59720 - Papaku - Lições anais para um cuzinho juvenil - Categoria: Gays - Votos: 18
60022 - Papaku - O cunhado se revelou um puto depravado - Categoria: Gays - Votos: 24
60369 - Papaku - O sobrinho trouxe um amiguinho - parte 1 - Categoria: Gays - Votos: 19
60450 - Papaku - O sobrinho trouxe um amiguinho - parte 2 - Categoria: Gays - Votos: 15
61182 - Papaku - Bombeiro sarado no chuveiro da rodoviária - Categoria: Gays - Votos: 35
61653 - Papaku - Os garotos do time de vôlei juvenil - Categoria: Gays - Votos: 37
62199 - Papaku - Casado traído se vingou dando o rabo. - Categoria: Gays - Votos: 21
62295 - Papaku - Lekão surfista descobriu o sexo na praia - Categoria: Gays - Votos: 20
62443 - Papaku - O médico urologista não resistiu - Categoria: Gays - Votos: 22
62570 - Papaku - Ele casou, mas passou a lua de mel comigo - Categoria: Gays - Votos: 27
62869 - Papaku - O delicioso professor de Jiu-Jitsu - Categoria: Gays - Votos: 18
62951 - Papaku - O garoto que eu iniciei virou uma CDzinha - Categoria: Gays - Votos: 15
63658 - Papaku - O filho "tímido" da vizinha. - Categoria: Gays - Votos: 20
64049 - Papaku - Suruba familiar (irmão e cunhado) - Categoria: Gays - Votos: 23
64608 - Papaku - Gozando dentro do cu do casado - Categoria: Gays - Votos: 39
65571 - Papaku - Arrombando o estudante no beco escuro - Categoria: Gays - Votos: 20
65856 - Papaku - Ele só me chamava de papai - Categoria: Gays - Votos: 27
66067 - Papaku - Dois caralhos negros pra o cu do crente - Categoria: Gays - Votos: 25
66379 - Papaku - Descarregando no cu do garoto depravado - Categoria: Gays - Votos: 18
66761 - Papaku - Um putinho no fundo do ônibus - Categoria: Gays - Votos: 36
67074 - Papaku - Um charuto quente no rabo do papai - Categoria: Gays - Votos: 24
67665 - Papaku - Traição sempre dá mais tesão - Categoria: Gays - Votos: 16
68574 - Papaku - Coroa saradão tarado pelo cheiro do macho - Categoria: Gays - Votos: 15
68890 - Papaku - O bumbum do anjinho loiro - Categoria: Gays - Votos: 31
69099 - Papaku - Casal gay experimentou o sexo à três - Categoria: Gays - Votos: 19
69872 - Papaku - A mãe dormiu, o filho aproveitou. - Categoria: Gays - Votos: 30
70451 - Papaku - Maconha e piroca pro garoto curioso - Categoria: Gays - Votos: 31
71517 - Papaku - Tetudo...bundudo...TESUDO! - Categoria: Gays - Votos: 18
72182 - Papaku - Festival do esperma no cu do estudante - Categoria: Gays - Votos: 24
73018 - Papaku - Machão de voz grossa rebolou no pau - Categoria: Gays - Votos: 28
73414 - Papaku - Passeando com o filho do patrão. - Categoria: Gays - Votos: 27
73794 - Papaku - O líder do grupo de jovens da igreja - Categoria: Gays - Votos: 21
74233 - Papaku - O marido da Viviane virou puta louca - Categoria: Gays - Votos: 26
77522 - Papaku - Passei o Natal comendo um bumbum novinho - Categoria: Gays - Votos: 27
77876 - Papaku - O noivo casou com o cu cheio de leite - Categoria: Gays - Votos: 33
80618 - Papaku - Entrevista de emprego acabou em sexo - Categoria: Gays - Votos: 33
80940 - Papaku - A volta do "filho" depravado - Categoria: Gays - Votos: 19
82676 - Papaku - Brincando com os primos (parte 1) - Categoria: Gays - Votos: 23
82678 - Papaku - Brincando com os primos (parte 2) - Categoria: Gays - Votos: 19
86042 - Papaku - Casado levando porra de três negros - Categoria: Gays - Votos: 29
102293 - Papaku - O fisioterapeuta tesudo levou na bunda! - Categoria: Gays - Votos: 38
102678 - Papaku - Um policial com fogo no cu - Categoria: Gays - Votos: 26
102972 - Papaku - Que delícia de cuzinho! - Categoria: Gays - Votos: 23
103376 - Papaku - O anjinho loiro deu na frente do namorado - Categoria: Gays - Votos: 15
103712 - Papaku - Arrombei o cu do caminhoneiro sarado - Categoria: Gays - Votos: 32
104100 - Papaku - O prazer de transformar um machão em puta - Categoria: Gays - Votos: 24
104901 - Papaku - Saradão e bombadão, ele tomou no cuzão - Categoria: Gays - Votos: 16
106997 - Papaku - O casado do parque tomou leitada na bunda - Categoria: Gays - Votos: 27
108607 - Papaku - As fantasias do garoto da igreja - Categoria: Gays - Votos: 15
109312 - Papaku - Putaria gostosa com um novinho casado - Categoria: Gays - Votos: 32
109596 - Papaku - Negros pauzudos e lekes safados numa suruba louca - Categoria: Gays - Votos: 48

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico betopapaku

Nome do conto:
Papaku - Não comi o pai, mas comi o filho

Codigo do conto:
60921

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
18/02/2015

Quant.de Votos:
20

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico dona casa no quintalcontos chupada no banco da praçaseiosbicosgrandesvestindo de mulher para virar mulherzinha contoputinha na prisaoconto sexo com ex presidiáriocontos climax pau grosso e enorme do meu aluno gemi e griteiconto no meu cuzinho apertado anosContos eroticos comendo a medicaconto erótico filha não sabia o que pai gozou na boca conto erotico da titia rabuda do rabao no carnavalcontos eroticos coroa do super mercadoviadinho meu pai tem um bar contos eróticos Hentai ganhando Amanda por intimidaçãoxvideos.mobile.com/cinquentoes peladosbuceta inchada e ardida macho deixou para o cornocontos eroticos cuzuda da praiacerita perkosa ibu ibu rajahentaimeu sobrinho toro meu cu virgem. contos eroticosnegrinhocontosengravidando puta de corno contocadela uivando na vara video zoofilia pornoconto erótico papai obedecerTia viuva japonesa conto.contos eroticos gay viajando com meu cunhadona praia de nudismo minha bucetinha melou contos eróticosfui pintar a casa da minha cunhada com ela e minha esposa e o marido dela cantos eroticosconto erotico titiocontos peituda gostosa sabrinavizinho conto realContoseroticosDando o cu para o filhinhoQuadrinhos eróticos meu padrasto pausudo me comeuContos eroticos enteada rabudaasbucetudaoarrombamos minha irmãzinha contosContos sobre beijos e podolatriacontoeroticoburrocontos eróticos picantes de crentes vendedora de rifarquadrinho porno branca de nevepintudo deslizou na buceta mais entrouwww.contos fudeno mae de aluno.com.brcontos eroticos em quadrinhosvídeo ksalinicianteeu fiz chantagem para comer irmã casadaContos eroticos gays suruba gay no monasteriobuceta tatuada contos eroticosConto cm a comadreContos PornoComendo cu da minha maecontodebucetudinhameus contos eu estupei minha cadelaconto fudendo a enteadinha gordinhaconto erotico comi a menininhaminha mae nuaConto erotico gravidacontos eroticos muay thaicontos erotico-inteirinha pra vocêConto erotico foda com empregadahq de sexoengravidando a loiraconto erotico um rasgo de audaciaperdi as preguinhas do cu quando era pequenacontos eroticos afilhada dando o cu pra padrinhoultimos conto sadolarilas xupandoo cacrtaocontoseroticos de corno.meu genro é o meu cornoconto erotico sogra e genroconterotico irmãscontos eróticos de incestos com avó bebendo pora do netoperdi as preguinhas do cu quando era pequenaabajun pornoinquilina casada transa com o dono cormo vai trabalhaContos eroticos os policiais enrrabaram minha mulher contos com fotos esposas loba de cornoconto erotico de garotos estrupadas pelo amigo em quadrinhos -banda desenhadaincesto veridico mae cinquetona filho conto fotowww.fotos.morena.maguina.dsexo,contos.eroticosContos eroticos hetero me comeucontos eroticos tirando o cabaco do cuzinho do primocontos eroticos.a professora me deixou mamarnegao pega a mulher a forca ela nao aguada e mija pornomulher chupa cu do homemcontos eróticos amigo gay divorciado dormindo na minha casaConto erótico desenhogravidaspornô grátis comendo o cu madre no coventohoje eu dor pro papai pornô capixabaFilhinha provocando papai conto erotecoMenina das coxas grossa conto eroticocontod deincesto com cadeirantedeixei meu cunhado gozar na minha bucetaconto erotico eu casada deixei o primo do marido goza na minha bocadark room pauzao grosso conto.gaycontos chunhadas vadia lucianaDragao ball z hentay quadrinhos gaymeu marido tem uma pissa muito grande nao consegue imtruduzir na minja conacontos eroticos novinho branquinho virando puta dos amiguinhos da escolacontos eroticos gay vendido a preco de ouroFudendo quadrinhoContos eroticos gay no martocontos eroticos de imcesto mae e filho 12