a prazerosa vida de um escravo



    Pelas minhas contas já fazem 48 dias desde minha última ejaculação, sim!! ejaculação, não orgasmo, há mais de 820 dias eu não sei o que é um orgasmo, talvez eu esteja casto há muito mais tempo, mas nunca ousaria questionar minha rainha, se ela disse 820 dias então é 820 dias.
    Trabalho como diretor em uma multinacional, sou bem sucedido, tanto que desde que conheci minha rainha sempre a banquei dos mínimos aos mais altos caprichos, talvez esse tenha sido meu pior erro. Jóias caras, carro novo a cada 2 anos, viagens internacionais e mesada, isso mesmo!! Além disso tudo dava uma mesada pra ela gastar com suas necessidades pessoais, mais ou menos 4 mil reais, havia meses que não era suficiente, então pra evitar infortúnios lhe dei um cartão de crédito ilimitado. Pois é, eu dava mesada pra ela. Dava, porque hoje minha rainha não pega apenas uma parte do meu salário, ela pega absolutamente tudo, cada centavo passa por suas sábias mãos pra que ela decida o que fazer e como gastar.
       Minha vida é viver pra ela, realizar todos os seus desejos e esperar ansiosamente por sua recompensa, no início eu era ingrato com minha rainha, mas aprendi minha lição e meu lugar. O único lugar que eu desejo está é abaixo de suas solas macias e suadas, se ela permitir, lambendo e chupando cada dedo de seu glorioso pezinho.
       Era uma sexta, já estava tarde, minha rainha ainda não havia chegado, porém eu já estava de joelhos há quase 2h esperando-a passar por aquela porta, estava morrendo de fome e muito fraco. Ela havia saído bem cedo e não me deu ordens pra comer, já não aguenta mais, até que pra minha felicidade e meu medo ouvi seus passos do lado de fora, meu coração pulava de alegria, logo que entrou e tirou as botas, pude sentir aquele cheirinho maravilhoso do suor de seus pés, fui presenteado com suas botas de couro, e recebi ordens bem claras pra deixar as solas bem limpinhas, logo comecei a lamber, estavam sujas na verdade, mas dei um jeito de deixa-las bem limpinhas. Fiz um ótimo trabalho.
      Antes que recebesse um castigo merecido, rapidamente comecei a fazer seu jantar, pois percebi que ela estava com fome, após minha rainha comer boa parte da comida fui permitido a comer o resto, como sempre, minha dona despejou todo resto no chão, algemou minhas mãos pra trás, sentou-se em minha frente com as pernas cruzadas e permitiu que eu saboreasse aquela deliciosa refeição.
       A casa estava limpa, tudo muito bem organizado e em seu devido lugar, porém por ser um escravo inútil e idiota acabei quebrando um de seus saltos quando fui limpa-lo. Com certeza minha punição seria muito, muito pesada, já estava esperando um castigo a altura da minha estupidez. Não demorou muito pra rainha perceber o ocorrido, ela me mandou ajoelhar, me esbofeteou na cara muitas vezes seguidas, até que sua linda unha quebrou, como se já não bastasse eu ter quebrado um salto, ainda quebrei uma unha da minha dona, a noite só estavam piorando.
      sem dizer uma única palavra minha rainha saiu do quarto, e alguns minutos depois retornou com a chave do cinto no pescoço, abriu o cadeado bem devagar, o CLICK da liberdade suou como uma sinfonia de Mozart em meus ouvidos, era a primeira vez em 772 dias que meu cinto era retirado sem que fosse pela necessidade da higiene, meu pau subiu muito rápido e começou a escorrer porra sem que eu ao menos o tocasse, sem hesitação toquei na minha piroca e pude sentir toda minha virilidade passando dentro das veias grossas e salientes.
       Tocar no meu penis sem permissão!!! Outra escolha errada que eu fiz naquela noite, o olhar de desaprovação e ódio da minha rainha já me dava indícios do que estava por vir, a bolsa de gelo como sempre reduziu meu mastro erguido e viril a um pau broxa e sem vida em questão de minutos, logo vi o presentinho da desobediencia, um cinto de castidade comum, só que com pregos por dentro e uma sonda uretral com um calibre bem grande. Sem cerimonias aceitei o presente. Claro que não estava acostumado com meu novo dispositivo, ele só era usado em casos extremos por causar muito desconforto e dor. A partir daquele momento não podia nem ao menos ter pensamentos sujos, pois estaria sujeito a uma dolorosa e escruciante ereção.
       Pra iniciar o castigo minha rainha determinou 20 longos dias com meu novo companheiro, claro que 20 dias era o mínimo, a hora certa da minha liberdade mesmo, só ela sabia. Depois determinou que até que sua unha quebrada crescesse novamente eu deveria dormir na varanda e não estava autorizado a dividir o mesmo quarto que ela, a não ser pra lhe dar prazer, é claro. Por último determinou 99 dias sem ejaculação, como já disse anteriormente quando se trata de tempo com minha rainha o número determinado por ela é apenas o mínimo. A única certeza que eu tinha é que por 99 dias não iria ejacular uma gota se quer.
       Há 772 dias não tinha um orgasmo, mas estava esperançoso que em algum momento seria permitido o alívio de todo meu sofrimento e ansiedade, mas depois de toda essa burrada que fiz meu sonho ficou distante novamente, já se passaram 48 dias do mínimo de 99, já não aguento tanto desejo, toda semana minha rainha me permitia ejacular dentro do cinto por meio massagem prostática, mas amanhã fará 7 semanas completas que não ejaculo, minha dona se diverte com meu sofrimento e debocha da minha estupidez.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


98298 - a prazerosa vida de um escravo II - Categoria: Fetiches - Votos: 0

Ficha do conto

Foto Perfil dukecoutinho
dukecoutinho

Nome do conto:
a prazerosa vida de um escravo

Codigo do conto:
98290

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
20/03/2017

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Conto eroticio comi cunhada e sobrinhaconto gay iniciando meu cunhadoviagem com minha mãe parte 2 contofilho maecanto eroticoxvideos gay como comer um viado por conhecidencia com prazeconto.empregada coroa vmgosta de corna oassistir filmes gratuito cornos ponodoido negão gozando nas mulheres dos cornoswww.hentai contos pirocudo enraba mãe do amigocontos eróticos meu amigo fez minha mulher lá no pau deleContos de capataz e a patroa contos eroticos entupidaler contos de homens estrupando garotos a forçasContos mae apostacontos eroticos com fotos:defloraçãosexo dei pro meu paiContos eroticos.eu e os velhinhos no grupalmeu cunhado me frago tocando uma ciririca contos eroticosvideos porno gratis surpotandocontos eroticos de sexo com pai da amigacontos sou rabudacu grande conto eróticocinto de castidade uretral conto eroticoconto foder caralho pequenomoreno hetero contoconto erotico chupei um menino na escolaDopei minha mulher e o jorge a comeucontos de corninho safadoContos eroticos bem dotado com madrasta fechadinhaContos eróticos de incésto vovo pauzudo fode a neta veterinária na fazendaputinhas do papaicontos casada e a vizinha dando e tomando porracontos eróticos meu sobrinho acabou com as pregas do meu c******incesto quadrinhosQuadrinhos erótico mendigo casadacontos eroticos pai e avôtravesti e minha esposa contotirei a virgindade das priminhas inocenti contos eroticosporno soutinhobrincando na floresta conto eroticoContos gay apelido novinho de deposito de porraultimos contos zoofilia 2018sou crente safada por suruba conto eroticocontos eroticos meu pai na piscina comigo na infançiacontos eróticos rabão de dona RosaConto erotico bebendo porraconto erotico vibrador intestinohttps://vangogrostov.ru/conto/101171/867736/minha-vizinha-coroa.htmlultimos conto sadocontos porno eu e minha amiga transamo com o marido delaconto sempre quis parte2contos eroticos cagando na calcinhanovinho no carro conto erotico gayContos eroticos engravidei do meu cachorromae fitnes milftoonirmãs gozando fundaconto amigo heteroentiadacontoeroticoconto erotico a crente estuprada conto erotico otaxista comeu minha mae pela coridaconto erotico vibrador intestinocontos eroticos de comeram minha esposacontos eroticos meninas de 05,06,e 08 anos perdendo as vingindadescontos eroticos de incesto: mamae me ajudoBen 10 quadrinho pornoquadrinhos porno orgiaencoxando a mamae conto erotcontos eroticos uma piriguete levou minha mulher na praiaminha sogra deu o cu pra mim em quadrinhosdoce nanda contos eroticosconto erótico de gay sexo por telefoneContoeroticosurubaperdi as preguinhas do cu quando era pequenaconto eurotico de garotinha bem novinha virgen ser vendeno doce e o corpovideos contos despedida solteira punheta chupadagay contos eroticos incesto entre gemeosquarto apertado conto eroticocontos eroticos muito sexo uiliga dá justiça pornôconto gay primo choroucasa dos contos trai minha mulher dandoconto erotico minha mulher pelada pra outroContos gay de chulémeu marido me enbebedou e me enrabou contosofereci carona pro hetero contosconto mostrei o pau pra elacontos porno eu e minha amiga transamo com o marido delaperdi as preguinhas do cu quando era pequenaconto erotico lesbica me chupou gozei muito gostoso ai ai aiconto erotico de loira gostosa transando de biquini com dois homens